Corretores de Imóveis

Qual a diferença entre um corretor de imóveis e um consultor imobiliário?

Ouça essa matéria.

O mercado imobiliário gera milhões de empregos. Só a construção civil empregava mais de 2 milhões de brasileiros em 2017, de acordo com uma reportagem do Correio Braziliense. Já os corretores somam mais de 500 mil profissionais. Você sabe a diferença entre um corretor de imóveis e um consultor imobiliário?

Esse grande volume de profissionais atuando no ramo faz com que as pessoas confundam as duas profissões. Acredite, esses termos não são sinônimos.

Para ajudar você a entender as diferenças, explicaremos a atuação de cada profissional neste artigo. Leia até o final e descubra se você quer ser um corretor ou um consultor imobiliário.

O trabalho do corretor de imóveis

O corretor é o profissional que prospecta imóveis e pessoas interessadas em comprá-los. Existem muitas oportunidades de negócio na cidade, mas é impossível para quem está fora do mercado imobiliário encontrá-las. Essa é uma das missões desse profissional.

Além disso, comprar uma casa, terreno ou apartamento exige o cumprimento de exigências burocráticas. O corretor orienta seus clientes sobre os passos que devem ser feitos para poder emitir certidões, pagar impostos etc. Portanto, o corretor precisa conhecer bem a legislação imobiliária nacional e a da cidade em que atua.

Conseguir explicar ao visitante os detalhes de um imóvel, fazê-lo perceber particularidades e se sentir interessado na compra também faz parte do trabalho do corretor. Esse profissional tem que conhecer bem o que comercializa, pois o cliente vai questioná-lo. Se a sua argumentação não for satisfatória, o negócio pode não ser fechado.

Por fim, podemos incluir na lista de atividades do corretor a necessidade de conhecer o seu cliente, de modo que ele ofereça a essa pessoa aquilo de que ela precisa. Fazer com que um consumidor se decepcione com uma visita é uma situação que deve ser evitada.

Todos esses conhecimentos são adquiridos na sala de aula. Para que o corretor atue no mercado, ele precisa estar certificado no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) do seu estado.

Uma das exigências para obter o registro é realizar um curso ligado ao mercado imobiliário, como o Curso Técnico em Transações Imobiliárias ou Curso Técnico de Negócios Imobiliários.

O corretor não é (apenas) um vendedor

Algumas pessoas acreditam que o papel do corretor é o de vender imóveis, como se ele fosse um mero vendedor. Isso seria verdade se uma casa, terreno ou apartamento fosse um produto simples. Como sabemos, não é.

O corretor que deseja ter sucesso na profissão precisa ser empático, entendendo que o cliente deve comprar o melhor imóvel possível, aquele que atenderá às suas demandas.

Não se trata de forçar uma venda para bater metas pessoais, mas sim de contribuir para que uma pessoa realize o seu objetivo de vida.

O trabalho do consultor imobiliário

Normalmente, pensamos na compra imobiliária como a realização do sonho da casa própria, não é mesmo? Contudo, comprar um imóvel também é um investimento financeiro.

Da mesma forma que existem especialistas em ações de empresas, em fundos de pensão ou renda fixa, também existem profissionais especializados no mercado de imóveis como um investimento. Eles são os consultores imobiliários.

Um consultor imobiliário deve ter a experiência do corretor de imóveis, mas o contrário não é necessário. Esse profissional deve estar atento a qualquer fator capaz de impactar o mercado, como mudanças na taxa básica de juros, alta do Dólar, alterações na política, investimentos das grandes construtoras etc.

O consultor precisa estar bem-informado e ser capaz de interpretar esses dados, gerando uma análise, uma vez que ele orientará investidores, imobiliárias e construtoras sobre o que eles devem fazer para realizar o melhor investimento.

O consultor deve entender o que forma a valorização de um imóvel

A arquitetura de um imóvel, o seu projeto de design de interior, os imóveis embutidos, a localização etc. são fatores que contribuem para que uma compra se torne um bom investimento financeiro.

O consultor imobiliário deve entender desses aspectos, uma vez que eles podem passar despercebidos pelo comprador. É papel desse profissional alertá-lo para riscos e oportunidades que o cliente não percebeu.

Por isso, é comum que profissionais das mais diversas áreas atuem como consultores imobiliários. Economistas, arquitetos, empresários do ramo da construção civil etc: muitos deles conseguem trazer sua experiência para um novo mercado, oferecendo consultoria.

Lembremos que existem muitos tipos de clientes que investem no mercado imobiliário, desde grandes empresas que compram terrenos ou construtoras que adquirem pequenas casas para a construção de novos modelos de imóveis. Cabe ao consultor estar atento às oportunidades que a cidade tem a oferecer.

Entendendo a diferença

Como vimos, corretor de imóveis e o consultor imobiliário são profissionais diferentes. Algumas pessoas usam o termo “consultor” porque acreditam que ele traz mais credibilidade. Evite cair nesse modismo, porque ele cria confusão entre os clientes. Sempre que possível, explique a diferença para ajudar a fortalecer as duas profissões.

Ademais, existe o risco de banalizar o termo, fazendo com que ele perca relevância e soe estranho aos ouvidos do cliente.

Uma diferença entre um corretor de imóveis e um consultor imobiliário é a maneira como eles são pagos. O corretor recebe uma comissão pela venda realizada. Já o consultor pode ter um salário fixo, ganhar por consultoria, pelos seus resultados etc.

Um corretor pode se tornar um ótimo consultor, uma vez que, a cada novo dia de trabalho, ele se torna mais experiente. Ademais, existem muitos cursos disponíveis no mercado que podem ajudá-lo a se tornar um profissional mais completo.

Uma dica para se tornar um excelente consultor imobiliário: defina um nicho de atuação, pois isso fará com que você se especialize e entenda muito sobre determinado mercado.

Agora que você sabe a diferença entre um corretor de imóveis e um consultor imobiliário, deve ter percebido que existem muitas possibilidades para atuar no mercado, não é mesmo? Entender de imóveis não é algo monótono, engessado e que termina em uma formação. Sempre há alguma novidade. Esteja atento.

Aliás, falando em novidade, se você gostou deste artigo, não deixe de compartilhá-lo pelas redes sociais e grupos de corretores no WhatsApp. Ajude seus colegas e contribua para um mercado cada vez mais profissional.

Acompanhe

Acompanhe as nossas redes sociais e fique por dentro das novidades.

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Faça uma simulação e financie até 82%