Conteúdo em áudio Corretores de Imóveis

Conheça as vantagens de ser um corretor associado

Ouça essa matéria e seja um corretor associado!

O mercado imobiliário oferece várias oportunidades de crescimento para o corretor associado, sabia? Entretanto, é necessário estar sempre atualizado com as novidades e mudanças. Quem não acompanha esses processos acaba perdendo espaço para concorrentes — e você não pode cometer esse erro!

Ser um corretor associado é uma excelente opção para quem deseja diversificar a sua carteira de imóveis, fazer um bom networking e atrair cada vez mais clientes. Porém, também existem algumas desvantagens que precisam ser analisadas.

Este post vai ajudar você a entender um pouco mais sobre o assunto. Explicamos a seguir como é a dinâmica de trabalho do corretor associado, mostramos os benefícios de ser adepto desse modelo e apresentamos as questões que devem ser consideradas em sua decisão, além de dicas para otimizar os resultados e ter sucesso nesse modelo. Confira!

Como é o trabalho de um corretor associado?

Em um mercado consumidor tão competitivo como o de hoje em dia, quem é um corretor associado expande as fronteiras do seu negócio e a segurança em suas transações.

Isso se dá por conta da parceria imobiliária, que acontece quando dois ou mais profissionais desse ramo se unem para melhorar as oportunidades de vendas. A Lei 13.097 regulamenta essa união e determina as regras a serem seguidas.

O trabalho em equipe pode ser realizado para uma única venda ou a longo prazo. Na maioria dos casos, a comissão é dividida em partes iguais para todos os participantes.

Quais são as vantagens de se tornar um corretor associado?

Um corretor experiente pode ter uma grande cartela de clientes e saber lidar com várias situações em sua carreira. Entretanto, o trabalho em equipe facilita o alcance de metas e a superação de obstáculos. Vejamos em detalhes.

Aumento da quantidade de imóveis disponíveis para negociação

A primeira vantagem de ser um corretor associado está relacionada ao número de imóveis disponíveis. Nessas horas, quanto maior for a quantidade de pessoas trabalhando em conjunto, maior é o poder de alcance.

É possível dividir as responsabilidades de captação de novos imóveis e, assim, otimizar o trabalho, focando na busca por novos clientes, em visitas e gerando relacionamento.

Diversificação dos segmentos de imóveis

Por meio dessa estratégia, é possível atender vários tipos de clientes e fechar mais negócios. O conhecimento de outro parceiro de negócio, bem como sua experiência, pode trazer outras oportunidades e segmentos.

É o que acontece, por exemplo, quando um corretor de imóveis residenciais de uma região se associa a uma rede com profissionais experientes e carteira voltada para o setor comercial no mesmo bairro e entorno. Assim, mais pessoas podem conhecer os imóveis do corretor que se tornou associado, já que os parceiros poderão efetuar vendas com o seu portfólio. E vice-versa!

Troca de conhecimentos e experiências

Em algumas situações, os ganhos não estão atrelados apenas ao valor financeiro. Um corretor associado sempre está cercado de outros profissionais que almejam crescer. Assim, há uma troca de experiências e conhecimentos entre todos os envolvidos.

No final da história, todas as partes se beneficiam, já que novas ideias fazem a diferença na hora de realizar uma venda.

Estruturação de um negócio

Além do aumento e da diversificação da carteira de clientes, uma vez associado, o corretor pode apresentar aos seus potenciais clientes uma estrutura comercial mais relevante, o que, aliás, transmite mais formalidade e credibilidade, não é mesmo?

Isso inclui também a possibilidade de ter um suporte jurídico, além da facilidade para oferecer e gerenciar processos de financiamentos sem a necessidade dos clientes irem até o banco em que possuem conta corrente.

Atuando junto com a CrediPronto, por exemplo, o corretor associado elimina toda a burocracia dos processos de financiamento que estressam seus clientes, o que muitas vezes acarreta a perda de vendas que já estavam praticamente fechadas.

O suporte jurídico dá embasamento ao corretor, principalmente em transações complexas, que envolvem questões de diretos de sucessão, heranças, imóveis tombados pelo patrimônio histórico, entre outros.

Ou seja, por mais experiente que seja um corretor, existem alguns temas que são delicados e que, se não forem bem tratados, podem gerar problemas jurídicos sérios para os clientes envolvidos na negociação.

Melhoria das condições de trabalho e comissionamento

Ao se tornar um corretor associado, ocorrem diversas melhorias, como o aumento do portfólio de imóveis e a otimização dos processos, já que agora existem outros profissionais para ajudar no gerenciamento. Além disso, o corretor pode ter integralmente suas comissões, de acordo com as taxas praticadas pelo mercado.

Outro fator é que, legalmente, o profissional pode ser amparado pelos benefícios previstos na legislação, como a possibilidade de associar-se a mais de uma rede ou imobiliária. Nesses casos, é possível manter a autonomia e os direitos previstos ao profissional autônomo.

Isso significa que há melhorias nas oportunidades de vendas, aumento do mercado, possibilidade de trabalhar em parceria com outros corretores e garantia da integralidade de suas comissões. Além disso, é possível manter a flexibilidade de horário e o modo de atuar e promover o relacionamento com os clientes.

Quais cuidados você deve tomar?

Toda profissão exige cuidados especiais para a obtenção de resultados positivos — e não poderia ser diferente para um corretor associado. Como ele é livre para criar a sua rotina de trabalho, todo o cuidado é necessário para que a situação não saia do controle.

Pessoas que não são organizadas enfrentam grandes problemas e acabam não alcançando os resultados que desejam. Além disso, também é essencial ter uma retaguarda financeira para ser utilizada em situações de emergência.

Ou seja, o corretor associado é responsável por sua rotina, pelo relacionamento e também pelo desempenho financeiro, pessoal e profissional. Também precisa resguardar sua aposentadoria, investir em conhecimentos e até mesmo em ações de marketing para atrair novos clientes e criar uma autoridade em torno de seu nome.

Você pode usar as redes sociais, participar de eventos no setor, investir em ferramentas de automação de marketing e outras soluções para atrair e fidelizar novos clientes.

Por isso, avalie se o seu perfil profissional está adequado a essa situação antes de tomar qualquer tipo de atitude. Afinal de contas, o corretor associado precisa ser empreendedor em sua função.

E então, o que você achou deste conteúdo? Descobriu as vantagens de se tornar um corretor associado? Assine nossa newsletter e fique sempre por dentro das tendências e novidades do mercado imobiliário!

Faça uma simulação e financie até 82%

Acompanhe

Acompanhe as nossas redes sociais e fique por dentro das novidades.