Financiamento Imobiliário

Vale a pena fazer um financiamento direto com a construtora?

Você está se preparando para dar um passo importante na sua vida: conquistar o sonho da casa própria. Por isso, nada mais natural que apareçam dúvidas na hora de fazer o financiamento direto com a construtora. Afinal, é um bom negócio?

A verdade é que muitos se enganam com a facilidade de fechar contrato e, depois, os problemas começam a aparecer. A maioria das empresas só oferecem opção de compra de terreno e, quando existem boas casas ou apartamentos, normalmente financiam apenas uma pequena entrada do imóvel.

No post de hoje, você vai conhecer as maiores queixas desse método e saber qual a solução mais segura para o seu investimento. Continue a leitura!

4 desvantagens de se fazer um financiamento direto com a construtora

1. Juros altos​​​

Todo cuidado é pouco antes de fechar negócio e de estudar todas as ofertas, pois o risco de ficar inadimplente é alto. Segundo Marcelo Maron, consultor de finanças pessoais, os juros desse tipo de financiamento chegam a 27% ao ano (enquanto a taxa do banco é de 12%).

2. Imóvel hipotecado

Algumas construtoras dispensam a comprovação de renda, o que pode parecer uma facilidade. No entanto, isso só acontece porque o imóvel fica hipotecado pela empresa. Assim, em caso do não pagamento, a retomada do bem é relativamente rápida.

​3. Impossibilidade de usar FGTS

Vamos supor que, por algum motivo, você perca a sua renda e estabilidade financeira. Nesse caso, não será possível recorrer ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para pagar as parcelas em atraso. O sistema não permite também usar esse dinheiro para dar o sinal da compra do imóvel.

Essa é uma desvantagem grande, pois, além de impossibilitar que uma parte do investimento seja realizado à vista, aproveitando os descontos e amenizando as parcelas, também impede que o valor do FGTS seja mais bem empregado, uma vez que seu rendimento é muito abaixo de outras aplicações tradicionais.

4. Prazos menores de amortização

Comparado aos oferecidos pelos bancos, os financiamentos realizados pelas construtoras possuem períodos de financiamento mais curtos, o que aumenta o valor das parcelas mensais.

Além de todas essas desvantagens, contratos de financiamento oferecidos pelas construtoras para imóveis em fase de construção, mesmo que em processo de acabamento, são corrigidos mensalmente pelo INCC (Índice Nacional de Custo da Construção), o que pode gerar uma inconstância no comprometimento da renda de quem está fazendo o investimento.

Alternativas de pagamento para adquirir um imóvel

Para fugir dessas desvantagens, alguns produtos de financiamento podem ajudar na hora da compra do imóvel, mas é fundamental avaliar a idoneidade da instituição que os oferecem. Apresentamos os dois principais a seguir.

Consórcio imobiliário

Nos consórcios imobiliários, você escolhe um valor para a carta de crédito e inicia o pagamento de suas parcelas. É de extrema importância que seja gerenciado por uma instituição financeira confiável, como seu banco, pois além de você, outros indivíduos também participarão do consórcio.

Esse, por sua vez, realiza sorteios regularmente, para apontar quem utilizará a carta de crédito disponível no período. Além dos sorteios, também é possível dar um lance — um pagamento maior, para ser contemplado mais brevemente.

Esse é um modelo de pagamento, porém, que deve ser planejado com antecedência, pois não é possível prever quando será sorteado ou se terá o maior lance de oferta naquele determinado mês.

Financiamento direto com a imobiliária

Se a burocracia dos financiamentos assusta, saiba que quando eles são administrados nas imobiliárias se tornam muito mais simples e coordenados por especialistas. A Crediponto, por exemplo, é uma empresa de consultoria que atua junto às imobiliárias com a credibilidade de dois gigantes do mercado financeiro e imobiliário — Itaú e Lopes.

Assim, ao financiar um imóvel na imobiliária — além de fugir dos juros altos das construtoras, dos prazos curtos de financiamento e das demais desvantagens — você também tem a tranquilidade de lidar com empresas confiáveis.

Todo o processo é feito em um só lugar de forma rápida e fácil, a estrutura financeira que dá suporte a essa modalidade de financiamento permite que o contrato seja personalizado de acordo com as possibilidades do comprador.

Em alguns financiamentos na imobiliária, como aqueles gerenciados pela CrediPronto, a análise de crédito é feita em até 24 horas, com financiamento de até 75% do imóvel, que pode ser tanto residencial como comercial.

Faça simulação de crédito

Dicas para fazer um financiamento seguro

A Caixa Econômica é o banco responsável pela maioria dos financiamentos residenciais. As suas taxas de juros são consideradas baixas, mas, ao mesmo tempo, a burocracia para conseguir a aprovação de documentos, avaliação do imóvel, dos compradores e vendedores é muito grande.

Se você pretende adquirir um imóvel com segurança e sem chateação, a recomendação é procurar ajuda de uma consultoria focada em financiamento imobiliário. Hoje, esse tipo de serviço oferece a possibilidade de financiar um imóvel com prazo de até 360 meses.

A boa notícia é que não existe a sobrecarga dos juros que são cobrados pelas construtoras. As parcelas são decrescentes, ou seja, elas podem diminuir com o passar do tempo, de acordo com a tabela SAC — Sistema de Amortização Constante.

Além disso, uma assessoria é capaz de fazer com que os documentos sejam analisados mais rapidamente (os bancos costumam terceirizar essa parte, por isso a demora é maior). Por exemplo, a análise de crédito é feita em até 24 horas.

Outra vantagem é a aquisição de seguros como o MIP (Morte e Invalidez Permanente) e o DFI (Danos Físicos ao Imóvel). Este último cobre qualquer tipo de danos por causas naturais ao imóvel.

Como você viu fazer o financiamento direto com a construtora não é uma boa ideia. Os juros são altos e a facilidade de negociação pode significar futuras dores de cabeça, alguns detalhes como a incidência de INCC são muitas vezes camufladas e tornam-se verdadeiras dores de cabeça para quem quer planejar um investimento sem comprometer demasiadamente seu fluxo mensal de despesas.

Antes de tomar uma decisão definitiva

Por esse motivo, antes de tomar uma decisão definitiva, busque alternativas melhores para transformar o seu sonho em realidade, avalie qual modelo de pagamento tem menor impacto nas suas despesas mensais e mais transparência, para que você possa investir com tranquilidade e segurança.

Essas, porém, são só algumas das perguntas que precisam ser respondidas antes de fazer seu financiamento. Ficou curioso com as diferentes possibilidades e detalhes para se fazer um financiamento mais vantajoso?

Então aproveite e descubra as principais perguntas e respostas sobre o financiamento imobiliário. Fizemos um post especial sobre elas para deixar você mais tranquilo em suas análises.

Acompanhe

Acompanhe as nossas redes sociais e fique por dentro das novidades.

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Faça uma simulação e financie até 82%