28 de fevereiro de 2018 via Blog Lopes

Lançamentos e venda de imóveis crescem mais de 45% em SP

Compartilhe:

Após três anos consecutivos com o número de lançamentos e venda de imóveis em queda, o mercado imobiliário da cidade de São Paulo voltou a crescer no ano passado.

As vendas de imóveis atingiram 23,6 mil unidades em 2017, uma expansão de 46,1% em relação a 2016. O resultado surpreendeu o setor, que esperava um crescimento de 5% a 10% no ano.

A pesquisa foi divulgada na última terça-feira pelo Sindicato da Habitação do Estado de São Paulo (Secovi-SP) e considera somente os imóveis residenciais novos. Flávio Amary, presidente do sindicato, atribuiu o forte crescimento do setor à recuperação da economia brasileira, com redução dos juros e estabilidade no nível de empregos, o que ajudou a recompor parcialmente a confiança de consumidores.

O lançamento de novos projetos também cresceu, totalizando 28,7 mil unidades – aumento de 48% em relação a 2016, quando houve retração de 15,7%.

Segundo Amary, grande parte dos novos projetos está relacionada ao crescimento do programa “Minha Casa, Minha Vida, que está com uma demanda mais aquecida e boas condições de crédito. O programa foi responsável por 4.154 lançamentos em São Paulo em 2016, ou 23% do total. Já em 2017, essa participação subiu para 10.343 unidades, 36% do total.

Os imóveis econômicos também impulsionaram a reação do setor: a maior parte das unidades lançadas e vendidas tinham dois quartos, mediam menos de 45m² e custavam até R$240 mil.

O VGV (Valor Global de Vendas) – que soma o valor potencial de venda de todas as unidades de um empreendimento que será lançado – passou de R$ 8,9 bilhões para R$ 11,4 bilhões.

Previsão para 2018

Para 2018, a previsão do Secovi é de estabilidade no número de lançamentos e alta de 5% a 10% nas vendas em relação ao ano passado. Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP, explica que a projeção considera que 2018 tem um calendário com Copa do Mundo, eleições presidenciais e muitos feriados, o que prejudica o mercado. Ele antecipou que os negócios em janeiro mostraram um bom desempenho, de modo que os números de lançamentos e vendas devem superar os do mesmo período do ano passado.

 

Preços

Na comparação anual, o preço dos imóveis lançados ficou estável, com o metro quadrado custando cerca de R$ 8.700.

O presidente do Secovi-SP afirmou ainda que o preço das moradias, em geral, não tem subido no mesmo ritmo do reaquecimento do mercado. “Os preços ainda não estão acompanhando a recuperação, eles seguem estáveis. Algumas regiões têm os mesmos preços de meses ou até anos atrás”, disse.

Um estudo divulgado ontem pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) demonstra isso. O preço médio dos imóveis residenciais no país teve uma leve alta de 0,03% em janeiro na comparação com o mesmo mês do ano passado. Nos últimos 12 meses, o preço médio das moradias recuou 0,36%. O levantamento considera os valores dos imóveis vendidos por meio de financiamento.

Fonte: Lopes, a maior imobiliária da América Latina

Quer saber mais sobre o mercado imobiliário? Baixe nosso e-book gratuito sobre como utilizar funil de vendas no mercado imobiliário:

Compartilhe:

Inscreva-se na nossa Newsletter agora mesmo!

E-BOOK
Guia definitivo como atingir o sonho da casa propria
E-BOOK
Guia do Corretor: Segredos para aumentar a venda de imóveis
E-BOOK
Manual sobre o usuo do FGTS na compra do primeiro imóvel
E-BOOK
Guia das melhores práticas de relacionamento com clientes
FAÇA UMA SIMULAÇÃO DE FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO GRATUITAMENTE
Simular agora!

Deixe uma resposta

+20000 Contratos Emitidos

+7 Bilhões em Financiamento

+400 Parceiros

+50 Cidades em Atuação