Financiamento Imobiliário

SFH e SFI: Qual a diferença entre os financiamentos imobiliários?

A casa própria ainda é o sonho de muitos brasileiros. Mas um investimento desse montante é inviável para a maioria das pessoas. Assim, o financiamento de imóvel se torna uma atraente opção. O financiamento imobiliário pode se enquadrar no Sistema Financeira da Habitação (SFH) ou não. Mas qual a diferença entre os financiamentos imobiliários?

 

Mas, o que é o SFH?

Criado em 1964, o SFH ajuda as classes de menor renda do país a obterem sua casa própria. As regras que regem o SFH foram criadas pelo governo e são supervisionados pelo Banco Central. Assim, a taxa de juros do financiamento é atraente, com um valor máximo de 12% ao ano (excluindo seguro de morte, de danos físicos do imóvel e de invalidez permanente). Mas o imóvel deve ter valor máximo de R$ 950 mil nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e no Distrito Federal e de R$ 800 mil nos demais estados brasileiros. Um programa de destaque que se enquadra no SFH é o Minha Casa, Minha Vida.

E por que a taxa de juros é mais barata?

Você paga taxa de juros menores porque o dinheiro do seu financiamento também vem de fontes mais baratas. Os recursos do SFH são provenientes da Caderneta de Poupança (aquela que rende bem pouquinho pra quem deixa o dinheiro na conta-poupança) e do FGTS.

E as regras?

Além do valor máximo do imóvel citado anteriormente, o financiamento não pode representar mais de 80% do valor do imóvel (incluindo despesas acessórias!). Tal deve estar registrado no Cartório de Registro de Imóveis, ser residencial e urbano, ser localizado na região onde o contratante reside ou trabalha (há ao menos um ano) e não ter sido usado FGTS para financiamento ou construção do imóvel em questão nos últimos 3 anos.

Quanto à correção das parcelas, o índice usado é a Taxa Referencial, a mesma taxa que corrige o rendimento da Caderneta de Poupança. Já o prazo máximo é de 35 anos, equivalente a 420 meses. Vale destacar, também, que é preciso estar com o nome limpo, ou seja, não ter negativação no SPC Serasa ou pendências com a Receita Federal.

Quero usar o FGTS

Se você pretende usar o seu saldo do FGTS para abater o valor financiado, é importante saber alguns pré requisitos. São eles: não ter nenhum outro financiamento pelo SFH; não ter outro imóvel residencial urbano na região onde trabalha ou reside; ter contribuído para o FGTS com pelo menos 3 anos de trabalho, consecutivos ou não, na mesma empresa ou não.

E o que é o SFI?

O Sistema Financeiro Imobiliário engloba todos os financiamentos que não estão no SFH. Ou seja, para saber se o imóvel em questão está enquadrado no SFI é só atentar para as exigências do SFH. Caso alguma seja violada (valor maior que o valor máximo permitido, imóvel comercial, imóvel em zona rural, localizado fora de região onde o contratante reside ou trabalha, etc), o financiamento é regido pelo SFI.

E o dinheiro do SFI, de onde vem?

No caso do SFI, os recursos que possibilitam o financiamento de imóveis vem de investidores do setor imobiliário, como bancos e financeiras. Fundos de renda fixa, por exemplo, frequentemente financiam o SFI.

As taxas dos financiamento dos SFI não são reguladas como no caso do SFH, de modo que não precisam seguir o valor máximo de 12% ao ano. O valor de tais taxas será dado pelo mercado, ditado pela oferta e demanda.

É importante lembrar que não é possível usar o FGTS no caso do financiamento regido pelo SFI.

Qual é o melhor pra mim?

A resposta é simples: se o imóvel que você deseja comprar se enquadra do SFH, as taxas reguladas (e baixas), além da possibilidade de usar o FGTS, tornam o financiamento mais atrativo e menos oneroso.

Caso o imóvel não atenda os requisitos do SFH, faça uma nova pesquisa de mercado com as exigências em mente e atente para as oportunidades de financiamento mais barato. É possível encontrar bons imóveis e comprar sua casa sem comprometer grande parte da renda!

Esse conteúdo foi desenvolvido pela equipe do Juros Baixos. Simule seu financiamento imobiliário e encontre a melhor taxa!

 

Acompanhe

Acompanhe as nossas redes sociais e fique por dentro das novidades.

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Faça uma simulação e financie até 82%