Educação Financeira

Planejamento financeiro: Entenda os ciclos do seu negócio!

Imagine a seguinte situação: sua empresa acaba de abrir e os primeiros meses vão tudo bem. Porém, depois de um tempo, a empresa começa a vender todos os produtos que há em estoque, entretanto ela não está obtendo lucro. Apesar de parecer ser algo impossível, essa situação hipotética é realidade de muitos negócios que não possuem um planejamento financeiro.

Esse planejamento do orçamento da empresa é uma questão que, apesar de ser muito importante, acaba sendo ignorada por alguns empreendedores, o que interfere diretamente na sobrevivência do estabelecimento. Entretanto, antes de criar o planejamento que será imposto na empresa, é necessário entender o que é e para que serve esse tipo de organização das finanças.

O que é o planejamento financeiro?

Esse tipo de organização das finanças da empresa é uma sequência de procedimentos e condutas que auxiliam o empresário no momento de criação e execução da estimativa do custo do serviço executado pelo estabelecimento. Por meio dessa implementação das diretrizes financeiras, é possível definir os objetivos e as metas que a loja pretende alcançar durante um período.

Para a ferramenta funcionar plenamente, o empreendedor precisa conhecer bem a sua empresa e o tamanho dela, isso quer dizer que a meta que for estabelecida deve estar de acordo com a dimensão operacional e física do empreendimento. O mais interessante dessa forma de organização está em sua forma de utilização, que pode ser limitada a curtos períodos ou em grandes etapas.

Em curto prazo, o empreendedor consegue utilizar do planejamento como um método de medição do capital de giro necessário para manter o estabelecimento em pleno funcionamento. Ou seja, a ferramenta ajuda o empresário a identificar a quantia que é essencial para pagar as contas do cotidiano que a empresa possui, como contas de água, luz, internet, entre outros.

Já em longo prazo, o planejamento financeiro auxilia o empresário a estabelecer metas orçamentárias relacionadas às quantias necessárias para investir no negócio, por exemplo na compra de novas máquinas para a produção, contratação de maior mão de obra, entre outros. Com ajuda da ferramenta, o empreendedor consegue gerenciar melhor a sua empresa e entender quais os principais gastos dentro da sua estrutura de negócio.

Entretanto, para conseguir melhorar o planejamento do estabelecimento, é necessário entender sobre os ciclos econômicos que envolvem um negócio e como controlá-los para ter controle total das finanças do empreendimento. Esse fator pode ser determinante para a execução do plano criado para o dinheiro que a loja recebe e utiliza.

Ciclos de um negócio

Todo o estabelecimento possui três ciclos que necessitam de acompanhamento da gerencia, pois esses ciclos possuem grande interferência na administração da empresa e nos ganhos do estabelecimento. Caso cada um não tenha a supervisão necessária, os outros dois podem acabar tendo resultados negativos, por isso a importância de gerir cada uma delas.

O ciclo econômico

O primeiro ciclo está relacionado diretamente com o estoque e o tempo médio que cada mercadoria permanece nesse setor, que vai desde a compra do produto até a sua venda. O ciclo econômico, como ele é nomeado, é fácil de ser calculado, basta o empresário anotar a data da aquisição de cada produto até a data em que todos foram vendidos, a partir daí se tem o tempo médio e a duração.

Deste modo é possível calcular a duração média de cada produto, quais são mais fáceis de serem vendidos e estabelecer um maior controle nesse setor, vendo se há a necessidade de aumentar a quantidade de cada produto ou reduzir o volume das aquisições.

O ciclo operacional

O segundo ciclo é chamado de ciclo operacional, que é referente a entrada de valores. Esse ciclo está relacionado com o tempo médio que o estabelecimento tem em relação ao recebimento das vendas. Para conhecer o período médio dos recebimentos é necessário ajuda do ciclo econômico, ou seja, nessa etapa será calculado o tempo que se demora para receber o valor referente à compra daquele produto, que vai desde a sua aquisição até a sua venda para um cliente.

O ciclo financeiro

Para ter um planejamento financeiro pleno, o empreendedor também precisa conhecer o ciclo financeiro de sua loja. Esse período, que também é chamado de ciclo de caixa, é referente ao momento em que o empresário efetuou o pagamento aos seus fornecedores até a data em que ele recebeu de seu cliente o valor por aquele produto.

Fique atento aos ciclos do seu negócio!

Em empresas mais consolidadas, esses tipos de análises são feitos diariamente de forma bem automatizada. Mas, se você é dono de uma pequena empresa e não pode arcar com os custos desse tipo de software de automação, é possível contar com programas de gestão voltados para esse público ou, até mesmo, planilhas capazes de te ajudar na realização desses cálculos.

Priorize avaliações dos seus números de forma periódica para poder determinar o planejamento financeiro da sua empresa a médio e longo prazo.

E mesmo que você esteja na fase inicial desse planejamento e o seu empreendimento não possua certas informações, não deixe de começar a planejar as suas finanças. Pense em projeções ou rascunhos de quais seriam os ciclos ideais do seu negócio.

Muitos negócios não amadurecem por falta de visão das necessidade do caixa. Lembre-se que esse conhecimento dos ciclos financeiros é importante para a tomada de decisões na empresa e evita a defasagem entre entradas e saídas de dinheiro.

Acompanhe

Acompanhe as nossas redes sociais e fique por dentro das novidades.

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Faça uma simulação e financie até 82%