Mercado Imobiliário

Pensar, pesquisar e comprar! Meu primeiro imóvel

Diante de grandes decisões, é normal ficar ansioso. Isso ocorre com a escolha da profissão, dos detalhes de um casamento e, claro, com o primeiro imóvel. O problema é que essa ansiedade pode fazer com o que o comprador tome decisões equivocadas.

Nessa situação, é importante respirar fundo e buscar o conselho da razão, analisando com cuidado todos os detalhes envolvidos para ter sucesso em sua compra imobiliária.

Para ajudá-lo a fazer uma boa escolha, preparamos um artigo completo, cheio de dicas sobre o tema, baseado na experiência que a CrediPronto acumulou sobre o mercado imobiliário! Confira!

Primeiro imóvel: o que você espera dele?

Quando se adquiri algo, existe uma expectativa sobre a compra, não é mesmo? Portanto, reflita sobre quais as demandas que o seu futuro imóvel precisará atender para satisfazê-lo.

Você precisa que seu imóvel tenha um quintal para os seus filhos brincarem com seu cão de estimação? Você quer morar perto da sua família? Seu imóvel precisa ter um quarto para cada morador? Essas são só algumas perguntas que o comprador precisa responder antes de começar a pesquisar sobre o imóvel.

Ignorar essa etapa é muito perigoso, pois se assemelha a quando uma pessoa vai ao supermercado sem a lista de compras e acaba gastando seu dinheiro com produtos de que não precisa.

Outro ponto importantíssimo é a localização do imóvel. Esse fator influenciará na valorização do seu investimento, podendo ajudá-lo a obter uma boa margem de lucro na hora de vender.

Além disso, morar perto do trabalho ou da escola dos filhos pode ser algo que afete positivamente a sua rotina. Verifique a existência de um transporte público funcional ou a qualidade do trânsito da região para evitar ser surpreendido com congestionamentos depois da compra do seu primeiro imóvel.

Como fazer um negócio seguro?

Da mesma forma com que o motorista consulta pessoas de confiança, amigos e especialistas antes de comprar um carro, uma pessoa que quer comprar seu primeiro imóvel precisa ter cuidado no modo com que fará o negócio.

Certifique-se de que o vendedor tem a posse do imóvel. Para isso, faça uma pesquisa no Cartório de Imóveis da região. Caso sua compra seja feita usando um financiamento, diversas certidões serão exigidas para garantir que está tudo bem com a documentação da propriedade e que o vendedor pode comercializá-la.

Contar com a assessoria de um corretor de imóveis reduz os riscos da empreitada. Por isso, não exclua esses profissionais e as imobiliárias durante sua busca pelo primeiro imóvel.

Ademais, não se esqueça dos seus documentos. Caso você tenha perdido algum deles, faça a segunda via e evite ter que correr atrás desses papéis na última hora.

Ter o contato de um despachante de confiança também pode ser útil, além de um advogado imobiliário.

Lembre-se de incluir os gastos com a documentação na hora de fechar as contas da compra. Você precisará se preparar, por exemplo, para pagar o Imposto de Transmissão de Bens Imobiliários (ITBI), cujo custo pode chegar a 5% do valor da compra, dependendo da cidade.

Como avaliar o imóvel?

Visite a propriedade em diferentes momentos do dia. Dessa forma, você poderá ter uma noção completa sobre o imóvel e sobre a vizinhança. Fotografe a propriedade para poder se lembrar de pontos importantes. Não confie apenas em sua memória.

Caso a casa tenha passado por uma reforma recente, questione as motivações da obra, além de descobrir o que foi mudado. Lembre-se de que imóveis antigos podem exigir mudanças no encanamento ou restaurações na parte elétrica.

Manchas podem indicar umidade e infiltração, o que a longo prazo pode danificar os seus móveis e prejudicar a saúde do morador.

Não se esqueça de observar se a arquitetura do local é do seu agrado. Algumas pessoas compram imóveis antigos com a intenção de reformá-los, mas isso pode sair muito caro. Se você notou a necessidade de mudanças, faça um orçamento dessa obra e some-a à compra para ver se o negócio vale mesmo a pena.

Se estiver comprando um imóvel novo, pesquise a reputação da construtora e, se possível, visite outros empreendimentos da empresa para verificar se eles apresentaram problemas relacionados à qualidade da mão de obra utilizada ou materiais usados.

Quanto você pode pagar?

Por fim, essa será uma das perguntas que definirá a escolha do seu primeiro imóvel. Nesse caso, estabeleça um valor máximo para o investimento e verifique a melhor forma de atingi-lo, seja vendendo outras propriedades, recorrendo ao FGTS ou a um financiamento imobiliário.

O valor da parcela de um financiamento imobiliário é um dos itens mais importantes quando se quer comprar um imóvel financiado. O financiamento dura em média 8 anos para ser quitado, portanto, leve isso em conta. Trata-se de um investimento que exigirá disciplina por parte do comprador.

Caso você tenha saldo em sua conta do FGTS não deixe de usá-la. Em geral, esse valor rende muito pouco e usá-lo para investir no mercado imobiliário é a melhor forma de não desperdiçar esse dinheiro.

Esse capital pode ser usado para aumentar o valor da entrada, reduzindo o impacto das parcelas em suas finanças pessoais. Ademais, no decorrer do financiamento, é possível utilizar o FGTS para amortizar a dívida do parcelamento.

Se você ainda não tem uma data limite para comprar seu primeiro imóvel, comece a guardar dinheiro agora mesmo. Qualquer valor economizado, por menor que seja, pode fazer a diferença na hora de investir.

Pronto, agora você já pode se sentir mais preparado para adquirir seu primeiro imóvel! É sempre importante pesquisar e se dar conta de que muitas vezes a compra impulsiva não é a melhor opção. Pensar, pesquisar e comprar! Esse é o caminho.

Queremos entender quais são as suas dúvidas com relação ao mercado imobiliário. Portanto, fique à vontade para deixar um comentário sugerindo um tema para o próximo post!

 

Acompanhe

Acompanhe as nossas redes sociais e fique por dentro das novidades.

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Faça uma simulação e financie até 82%