Pensando em repassar financiamento? Saiba quais são os pontos que precisa se atentar antes de tomar essa decisão

Pensando-em-repassar-financiamento-saiba-quais-sao-os-pontos-que-precisa-se-atentar

Ouça essa matéria!

 
 

Repassar financiamento é uma prática que consiste em fazer a portabilidade de um financiamento do comprador original para outro .

Acontece quando o primeiro comprador sente a necessidade de repassar o financiamento por algum motivo pessoal e variável.

Apesar das oscilações no mercado econômico que atingem a sociedade como todo, a demanda por imóveis tem se mantido. Nesse sentido, os imóveis aumentaram seu valor de mercado, e alguns pontos são importantes para saber como funciona esse repasse de financiamento. Continue a leitura e saiba mais!

É possível repassar o financiamento?

Qualquer pessoa que não queira continuar pagando determinado imóvel está em condições de repassar financiamento

Os motivos para essa prática são variados, sendo desde impossibilidade de continuar pagando pelo financiamento até mudança de objetivos de vida. Nesses casos, é possível repassar financiamento para outro comprador .

É importante ter em mente que repassar financiamento só é permitido quando o contrato , feito para aquisição de imóvel, deixar registrada essa opção .

Outro ponto é que o imóvel ainda deve estar sendo financiado, ou seja, ainda deve haver parcelas a pagar. Caso contrário, o procedimento a ser feito é de compra e venda.

Entenda quem pode realizar a transferência de financiamento de imóvel

Qualquer pessoa que queira repassar financiamento por quaisquer motivos pessoais ou orçamentários está apta a fazer o procedimento. É preciso se atentar às cláusulas do contrato para verificar se é possível.

A parte interessada também precisa estar apta a arcar com a compra e as parcelas, e o procedimento precisa ser reconhecido pelo banco , que deve dar o aval para que essa operação seja concluída com sucesso.

Fases do repasse de financiamento

Para repassar financiamento , há algumas etapas que devem ser obedecidas para que o processo esteja de acordo com a lei . Continue a leitura e saiba quais são essas fases.

Análise do contrato

A primeira etapa é a análise de contrato , afinal, repassar financiamento não é permitido se há alguma cláusula que impeça o procedimento.

Dessa forma, para evitar problemas e para que todo o processo esteja dentro das leis estabelecidas, é importante fazer essa análise prévia.

Pesquisa de comprador e acordo

O segundo passo é encontrar um comprador que esteja interessado em arcar com as parcelas a vencer e que tenha possibilidades para adquirir o financiamento.

Assim, é feito o acordo entre as partes com reconhecimento do próprio banco ou da instituição financeira da legalidade do processo.

Definição de valor

A definição do valor durante o repasse de financiamento é feita tendo em vista uma série de aspectos que tem o poder de interferir. O primeiro deles é saber quantas parcelas já foram pagas e quanto foi a entrada .

Outro ponto é definir o valor que será pago ao primeiro comprador pelas parcelas já pagas. Essa definição leva em conta também o preço do mercado e uma análise do mercado imobiliário .

Financiamento-imobilia-rio-com-a-CrediPronto

 

 

Avaliação de crédito e do imóvel

Ainda que o imóvel já tenha sido vistoriado e analisado no primeiro financiamento, terá que haver uma nova vistoria para verificar todos os aspectos e inserir as especificidades no novo contrato.

Além disso, o novo comprador será avaliado em relação ao crédito e poder de compra, afinal, será o novo cliente do banco ou da instituição financeira e é importante que o pagamento esteja assegurado.

Transferência do imóvel

O último passo é a transferência do imóvel do primeiro comprador para o outro. É importante seguir os procedimentos oficiais para evitar problemas legais, afinal, adquirir um imóvel é uma etapa importante.

É preciso pontuar também que o proprietário do imóvel é o banco que emprestou o dinheiro e que só vai ser daquele que está pagando pelas parcelas após a quitação do imóvel .

Dicas para evitar problemas ao repassar o financiamento

Como envolve a troca de dinheiro e a responsabilidade por um imóvel que ainda está sendo pago, é importante analisar alguns pontos que podem pôr o comprador em situações desagradáveis. Saiba como evitar esses problemas.

Faça dentro da lei

Observar o que diz a lei em relação ao processo de repassar financiamento é muito importante para evitar problemas.

No Brasil, existe o famoso “jeitinho brasileiro”, o que, em sua maior parte, constitui em estratégias que possam facilitar o processo, porém trazer problemas no futuro.

Sendo assim, a observância da lei e de seus parâmetros legais é essencial para assegurar uma boa compra.

Avalie o comprador com cautela

O comprador do imóvel por meio de repasse de financiamento será analisado pelo banco ou pela instituição financeira que detém o contrato. Uma vez que esse novo comprador irá adquirir uma dívida com o banco, uma análise é necessária.

O crédito desse novo comprador será analisado para que o banco possa disponibilizar o novo empréstimo . Portanto, é importante que esse novo comprador possa dispor dos documentos comprobatórios solicitados.

Repasse a documentação completa

A documentação completa e solicitada pelo banco deve ser repassada, tanto pelo comprador original quanto pelo segundo comprador. O banco vai analisar ambas e então aprovar ou rejeitar a proposta.

Tenha atenção ao precificar o imóvel

O preço do imóvel deve seguir todos os parâmetros comentados acima, levando em consideração a quantidade de parcelas pagas, assim como aquelas que ainda estão por vencer. O preço de mercado também é importante considerar , além de uma análise do espaço do imóvel, como o bairro e a cidade, e como está se constituindo ao seu redor.

Estabeleça um prazo de entrega e cumpra

Quando o imóvel é residencial, costuma-se existir uma pressão maior para ocupá-lo.

Portanto, é muito importante estipular um prazo de entrega do imóvel, assim como de todos os documentos solicitados pelo banco e devidamente reconhecidos em cartório e assinados.

É realmente vantajoso repassar financiamento imobiliário?

Repassar financiamento imobiliário pode ser bem vantajoso, principalmente se o imóvel valorizou com o tempo e há uma busca maior pelo local ou pelo tipo de imóvel.

Dessa forma, é sempre importante fazer uma análise desses aspectos que envolvem também o espaço para além do imóvel.

A proximidade com mercados, farmácias, escolas e universidades costuma ser um diferencial que traz maior visibilidade e valorização ao imóvel.


Gostou deste artigo? Então, confira outros títulos que separamos para você:

 

A CrediPronto é uma empresa intermediadora de financiamento imobiliário que foi criada pelo Itaú. Ao financiar com a CrediPronto você tem consultoria gratuita com profissionais especialistas, que vão acompanhar seu processo de perto do começo ao fim e te ajudar no que for necessário, além de outras vantagens.

Na CrediPronto, a taxa de juros padrão é a partir de 10,49% ao ano + TR. ________

O financiamento imobiliário CrediPronto é exclusivamente com o banco Itaú.

Você pode quitar o seu imóvel em até 35 anos (420 meses). Podendo também quitar antes.

Você pode financiar até 90% do valor do imóvel.

Tem o sonho da casa própria?

Financie até 90% do imóvel com taxa a partir de 10,49% ao ano+TR, podendo pagar em até 420 meses (35 anos).