Entenda como funciona o processo de averbação de imóvel

entenda-como-funciona-o-processo-de-averbacao-de-imovel

A aquisição de um imóvel requer planejamento e controle financeiro por parte dos compradores. Além disso, diversos cuidados precisam ser tomados na hora de fechar a negociação. O ato de averbar é muito relevante para o futuro proprietário do imóvel, pois promove a segurança em contratos de compra e venda de casas, apartamentos, salas comerciais, chácaras etc.

Mas do que se trata esse procedimento? Neste conteúdo, vamos explicar o que é a averbação de imóvel e qual é a sua importância para as partes negociantes. Além disso, responderemos às principais dúvidas que envolvem o processo e indicaremos quais são os documentos necessários. Aqui, você descobrirá quanto custa esse procedimento e para que ele serve.

Deseja compreender como funciona o processo de averbação de imóvel? Continue lendo este artigo e entenda a relevância deste assunto!

Saiba o que é averbação de imóvel

Comprar imóvel é uma decisão que gera diversas consequências para o comprador, principalmente se ele fizer um empréstimo ou financiamento. Uma delas é a necessidade de averbação, cujo termo significa declaração ou anotação de informações em um documento público. Dessa maneira, pode-se dizer que averbar é realizar o registro das alterações na matrícula imobiliária.

A averbação altera o histórico do imóvel e torna pública a negociação de compra e venda das propriedades. Ela contém as características construtivas e todas as modificações efetuadas nos imóveis no decorrer do tempo. Por exemplo, a construção de uma casa em um terreno precisa ser averbada no Registro de Imóveis para que a matrícula imobiliária esteja em dia.

Essa atualização torna público o estado do imóvel para que as informações estejam acessíveis em consultas. Portanto, a averbação é o ato de formalizar as mudanças efetuadas em uma propriedade, alterando os dados no cartório registral. Para que ocorra a valorização o bem, devem ser informadas as demolições e novas construções.

Veja quando a averbação é necessária

As averbações são necessárias quando for feita qualquer modificação no imóvel ou alteração cível do proprietário. É preciso averbar contratos de promessa de compra e venda, informações sobre alienação ou processos judiciais que envolvam o bem e dados sobre penhora. A averbação é muito importante para pessoas que gostam de investir em imóveis .

A atualização das informações deve ser feita assim que acontecer a alteração no bem. Você poderá contratar uma consultoria de financiamento imobiliário para fazer o procedimento e evitar problemas e gastos futuros. O ato da averbação está previsto no Artigo 167, Inciso II da Lei nº 6.015/1973 e dispõe que devem ser averbadas as mudanças referentes aos logradouros.

É preciso averbar o nome da rua, o número da edificação, o contrato de locação ou de compra e venda, a divisão de terrenos em lotes, a realização de divórcios e casamentos. Além do mais, deverão ser registrados créditos e financiamento imobiliário , repasses, modificações estruturais externas e internas, ampliação ou o desmembramento das áreas.

Confira qual é a importância da averbação de imóvel

É muito importante fazer a averbação de imóvel para garantir transparência às negociações que envolvem essas propriedades. Se a matrícula imobiliária estiver atualizada, os golpes são evitados, e os negociantes terão mais segurança. Esse documento confere legitimidade às transações e impede que uma casa ou apartamento seja vendido para mais de um comprador, por exemplo.

A compra e venda de um imóvel é reconhecida como legítima e estará oficializada após a averbação da transação na matrícula. Sendo assim, o ato de averbar as mudanças é de extrema relevância para proteger os cidadãos contra prejuízos financeiros. Ele também produz benefícios, viabiliza os processos, valoriza o bem e protege os direitos dos proprietários.

Entenda quais são os documentos necessários

A documentação necessária para averbar alterações na matrícula do imóvel varia de acordo com cada situação. Geralmente, é necessário apresentar a Certidão Negativa de Débito (CND), cuja emissão é realizada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), e a certidão de conclusão da obra, que é fornecida pela Prefeitura Municipal. Saiba que é relevante averbar:

  • requerimento da atualização de confrontação;
  • declarações da Prefeitura Municipal com as confrontações apontadas;
  • nomes dos novos logradouros ou alterações de nomenclaturas com a respectiva legislação;
  • ART devidamente registrada no CAU ou CREA;
  • valor venal;
  • certidão de casamento, separação ou divórcio;
  • número do cadastro e da matrícula;
  • cancelamento de usufruto;
  • guia original do Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD).

Também pode ser exigido o registro da averbação com a autenticação das assinaturas, o Habite-se ou autorização fornecida pelo município para as edificações ou construções cuja finalidade é a moradia. Após a apresentação dos documentos, o procedimento leva até 30 dias para ser concluído, e as informações, atualizadas.

O procedimento é efetuado diretamente no Cartório de Registros de Imóveis. Caso você queira registrar uma demolição, terá que fornecer a certidão correspondente, o alvará e o requerimento específico assinado pelo proprietário do bem. Após fazer o protocolo, poderão ser solicitados outros documentos complementares pelos profissionais que fazem o processo.

documentos-necessarios-para-compra-do-primeiro-imovel

Verifique quanto custa a averbação

A averbação de imóvel tem um custo que é cobrado pelo cartório registral. O preço varia conforme o tipo de procedimento solicitado, pois, em alguns casos, o proprietário precisa declarar valores. Neste caso, será cobrada uma quantia proporcional ao montante declarado e ao valor do imóvel. Essa despesa será diferente de acordo com a localização da propriedade.

Averbações sem a declaração de valores costumam ter uma taxa fixa que custa em torno de R$ 30 e servem para o apontamento de informações relativas a óbitos, estado civil, heranças etc. Essas alterações não importam em acréscimo de valor ao imóvel e, por esse motivo, são menos onerosas. Elas são variáveis de um estado ou localidade para a outra.

Enfim, é dessa maneira que funciona a averbação de imóvel! Você precisa conhecer o procedimento e as vantagens que ele traz para os seus negócios futuros. Antes de alugar ou comprar um imóvel, por exemplo, analise as averbações realizadas na matrícula imobiliária para evitar dificuldades futuras.

Gostou deste conteúdo e gostaria de se manter atualizado sobre assuntos relacionados? Então, siga-nos no Instagram , Facebook , LinkedIn , YouTube e fique por dentro das novidades!

A CrediPronto é uma empresa intermediadora de financiamento imobiliário que foi criada pelo Itaú. Ao financiar com a CrediPronto você tem consultoria gratuita com profissionais especialistas, que vão acompanhar seu processo de perto do começo ao fim e te ajudar no que for necessário, além de outras vantagens.

Na CrediPronto, a taxa de juros padrão é a partir de 10,49% ao ano + TR. ________

O financiamento imobiliário CrediPronto é exclusivamente com o banco Itaú.

Você pode quitar o seu imóvel em até 35 anos (420 meses). Podendo também quitar antes.

Você pode financiar até 90% do valor do imóvel.

Tem o sonho da casa própria?

Financie até 90% do imóvel com taxa a partir de 10,49% ao ano+TR, podendo pagar em até 420 meses (35 anos).