credipronto-logo-blog

O que fazer quando o financiamento não é aprovado?

seu-financiamento-nao-foi-aprovado-saiba-o-que-fazer

 Você sabe o que acontece quando o financiamento não é aprovado e quais são os passos necessários para conseguir reverter esse resultado e ter acesso ao crédito?

Como o financiamento imobiliário é uma das linhas mais utilizadas por quem deseja adquirir um imóvel, ter o seu pedido negado pode significar o atraso desse sonho.

Mas calma, ainda que a sua análise de crédito tenha sido recusada, saiba que é possível solucionar os obstáculos que impediram a liberação do montante e prosseguir com a concretização do seu objetivo.

Leia este artigo até o fim e descubra o que acontece quando o financiamento não é aprovado e o que fazer após receber essa devolutiva da instituição financeira.

Boa leitura!

Quais são os principais motivos que implicam a não aprovação de um financiamento?

Na maioria das vezes, o financiamento é aprovado na hora , o que agiliza bastante o processo de compra do imóvel . Contudo, existem algumas situações que dificultam a liberação do crédito.

A seguir, separamos os principais motivos que podem influenciar a sua análise de crédito . Confira!

Renda insuficiente

Com o objetivo de proteger o cliente e a instituição financeira da inadimplência, as parcelas do financiamento imobiliário não podem comprometer mais de 30% da renda total do comprador.

Sendo assim, se o percentual da sua renda não for suficiente para cobrir o valor das parcelas, o financiamento será reprovado automaticamente.

Uma forma de solucionar esse problema é aumentando o valor da entrada , fazendo com que as mensalidades sejam compatíveis com esse percentual dos seus rendimentos.

Outra dica é : para aumentar a renda, realize a compra conjunto de imóvel com um familiar ou até mesmo um amigo de confiança, lembrando que a propriedade do imóvel será de todos os compradores.

Nome negativado

Pessoas com débitos abertos no mercado podem ter seus dados cadastrados nos órgãos de proteção ao crédito, como o SPC e a Serasa.

Essa situação dificulta o acesso a outras linhas de crédito , sobretudo o financiamento imobiliário , pois as instituições entendem que o risco de inadimplência é maior para aquele cliente.

A maneira de solucionar esse problema é quitando as dívidas em aberto . Entre em contato com as empresas e tente fazer acordos, reduzindo os juros e as multas.

Ah! Também verifique corretamente todos os débitos cadastrados em seu CPF, analisando se existe alguma cobrança indevida.

Score baixo

O score avalia a qualidade de um comprador no mercado. Assim, quanto mais alta a pontuação, melhor pagador a pessoa será.

Seguindo o caminho contrário, quando o financiamento não é aprovado , pode ser que o score do solicitante seja baixo, o que aumenta a insegurança da instituição em liberar o crédito.

Afinal, a pontuação baixa é comum em pessoas que atrasam os seus pagamentos ou têm dívidas em aberto .

Por conta disso, fazer o seu cadastro no sistema Serasa Score , por exemplo, e começar a melhorar os seus hábitos de compra, pagando as contas em dia e evitando ao máximo a inadimplência, certamente ajudará você a conquistar o seu imóvel.

Dados incorretos ou desatualizados

Outro motivo recorrente para quando o financiamento não é aprovado é o envio de documentos errados ou até mesmo desatualizados.

E como a análise dos dados é uma das etapas mais importantes do financiamento imobiliário, pois analisa a veracidade das informações fornecidas, esses erros podem prejudicar todo o processo.

Portanto, ao encaminhar todos os documentos solicitados pela instituição (sem cometer fraudes), verifique se estão todos atualizados.

Problemas com a Receita Federal

Por fim, caso você tenha problemas com a Receita Federal , recomendamos solucioná-los antes de buscar alguma linha de crédito imobiliário .

Afinal, quando o financiamento não é aprovado , um dos motivos pode ser débito nos pagamentos de tributos ou até mesmo no INSS.

E o que fazer quando o financiamento não é aprovado ?

Uma grande parcela dos compradores se sente desmotivada quando o financiamento não é aprovado .

Em vez de nutrir esse sentimento, informe-se sobre o motivo que originou a não liberação do crédito e busque solucioná-lo . As dicas acima serão grandes aliadas durante esse processo.

Entretanto, caso as pendências tenham sido solucionadas e ainda assim o financiamento não tenha sido aprovado, siga um destes caminhos:

  • Escolha outro imóvel: se não for possível compor renda com outra pessoa ou, mesmo com essa estratégia, o valor não for suficiente, o ideal é cortar algumas preferências da sua lista e buscar por imóveis mais em conta;
  • Escolha outra instituição: problemas internos também são comuns quando o financiamento não é aprovado . Se esse for seu caso, procure outra instituição financeira com menos restrições e boas taxas de juros .

Devolução do sinal: como conseguir?

Durante a negociação imobiliária , o vendedor pode solicitar ao comprador interessado um valor inicial, chamado de sinal, como forma de garantir a concretização da transação.

Como essa transferência não envolve o banco, o financiamento aprovado e, depois, negado pode trazer dores de cabeça ao comprador, que já realizou o pagamento do sinal.

De modo geral, os tribunais entendem que o valor deve ser devolvido quando o financiamento não é aprovado .

Para evitar a necessidade de recorrer ao Poder Judiciário, o ideal é exigir que tenha uma regra no contrato referente à devolução do sinal, caso a análise de crédito seja negada. Ou, determine um longo prazo para esse pagamento, compatível com o tempo de processamento do pedido de crédito na instituição financeira.

O financiamento pode ser aprovado e depois negado ?

A análise de crédito é uma das etapas mais importantes do processo de liberação do financiamento, mas não é a única que pode atrapalhar a transação.

A avaliação jurídica também tem um papel importante no financiamento, pois identifica se existem impedimentos legais em nome do comprador ou do imóvel que impossibilitem a operação.

E como a análise de crédito é realizada no início do processo, muitos clientes podem ter o financiamento aprovado e, depois, negado , em razão de impedimentos na etapa posterior de avaliação jurídica.

 

financiamento-imobiliario-com-a-credipronto

Afinal, é possível solicitar a aprovação do financiamento novamente?

Meu financiamento foi negado, quando posso tentar novamente?

Essa é a principal dúvida dos compradores após ter o crédito imobiliário recusado.

Saiba que você pode solicitar novamente o financiamento a qualquer momento , inclusive na mesma instituição, sem precisar esperar um determinado período.

Entretanto, recomendamos solucionar as pendências que ocasionaram a reprovação do crédito , por exemplo: limpe o seu nome ou faça a composição de renda .

Agora que você sabe o que fazer quando o financiamento não é aprovado , será mais fácil resolver os obstáculos e ter acesso ao crédito necessário para adquirir seu imóvel.

Conheça a CrediPronto

A CrediPronto é uma instituição financeira especializada em financiamentos imobiliários presente em todo o Brasil.

Fomos criados pelo Banco Itaú com o intuito de oferecer aos brasileiros linhas de crédito imobiliário com as melhores condições do mercado – aproximando as pessoas do sonho da casa própria.

Assim, segurança, eficiência e baixas taxas de juros são as principais características dos nossos produtos financeiros: o financiamento imobiliário e o crédito com garantia de imóvel.

Faça a simulação do seu financiamento imobiliário com a CrediPronto agora mesmo .

Gostou deste artigo? Então, confira outros títulos semelhantes:

A CrediPronto é uma empresa intermediadora de financiamento imobiliário que foi criada pelo Itaú. Ao financiar com a CrediPronto você tem consultoria gratuita com profissionais especialistas, que vão acompanhar seu processo de perto do começo ao fim e te ajudar no que for necessário, além de outras vantagens.

Na CrediPronto, a taxa de juros padrão é a partir de 10,49% ao ano + TR. ________

O financiamento imobiliário CrediPronto é exclusivamente com o banco Itaú.

Você pode quitar o seu imóvel em até 35 anos (420 meses). Podendo também quitar antes.

Você pode financiar até 90% do valor do imóvel.

Tem o sonho da casa própria?

Financie até 90% do imóvel com taxa a partir de 10,49% ao ano+TR, podendo pagar em até 420 meses (35 anos).