credipronto-logo-blog

Juros de financiamento imobiliário: conheça as tendências para 2021

As expectativas do mercado imobiliário para este ano são bastante positivas e estão atraindo investimentos por parte de quem considera esse setor como um dos mais seguros do mercado. Com a chegada da pandemia da Covid-19, apostar em imóveis se tornou uma opção vantajosa, já que os juros dos financiamentos estão baixos e favoráveis para os compradores.

Neste conteúdo, vamos falar sobre a importância de conhecer as tendências de juros de financiamento imobiliário no ano de 2021. Além disso, descreveremos cada um dos pontos e destacaremos a correspondência de todos eles.

Você também vai descobrir como uma empresa de consultoria é fundamental nessa conquista de financiar o próprio imóvel. Quer obter informações relevantes e atualizadas sobre os juros de financiamento imobiliário? Então, prossiga a leitura!

 

Entenda a importância de conhecer as tendências de juros

É muito importante conhecer as tendências de juros se você pretende fazer um financiamento imobiliário durante este ano. A crise econômica decorrente da expansão do Coronavírus fez com que as instituições financeiras reduzissem as taxas para conquistar novos clientes e fechar contratos de empréstimo . Inclusive, a taxa Selic está baixa e privilegia as negociações.

A taxa básica de juros é uma referência para investimentos e transações que envolvem crédito para a compra de um imóvel e caiu nos últimos anos. Entretanto, as instituições bancárias também utilizam outras para os financiamentos, as quais variam de acordo com o perfil dos consumidores, além de prazos e condições diferenciadas.

Entender sobre as tendências de juros relacionadas aos financiamentos imobiliários é indispensável para quem almeja fazer investimentos nessa área. Ao conhecer as práticas dos bancos e financeiras, você vai escolher a melhor opção para comprar a casa própria ou apartamento e pagar preços mais baixos durante o tempo em que estiver quitando as parcelas.

 

Conheça as principais tendências de juros de 2021

Ao entrar em contato com uma instituição para solicitar o seu financiamento, confira o valor da taxa de avaliação que será cobrada pelo avaliador. Essa tarifa eleva o preço das prestações, fazendo diferença no montante total financiado. Verifique quais vantagens são oferecidas aos contratantes e como os atendentes se relacionam com o público.

 

Selic baixa

A taxa de juros que é aplicada sobre a quantia financiada está baixa e impacta as condições do financiamento. Se a Selic estiver muito alta, a aquisição de imóveis por meio de empréstimos bancários não é indicada, pois as prestações ficarão mais elevadas. Na atualidade, esse percentual está em 3,5% ao ano, de modo que ainda é vantajosa.

Diante disso, os financiamentos imobiliários estão oferecendo menos riscos do que outras modalidades de investimentos. As condições de parcelamento são bastante atrativas para aqueles que pretendem investir em imóveis . É provável que as taxas de juros não voltem a subir no decorrer dos próximos meses, razão pela qual esse é o momento ideal para fazer a contratação.

 

Juros em queda

Os juros aplicados aos financiamentos imobiliários continuarão caindo nos próximos anos. Em decorrência da insegurança causada pela crise, os brasileiros estão guardando recursos nas poupanças, os quais serão utilizados para oferecer crédito residencial. A competitividade entre os bancos aumentou e essas instituições tiveram que diminuir várias taxas para conquistar o público.

A inflação está estabilizada, e o cenário do mercado imobiliário tende a se modificar de forma positiva. A Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário ( ABECIP ) prevê o crescimento dos financiamentos para a compra de imóveis. Por outro lado, a demanda por imóveis afastados dos centros urbanos e com espaço para home office provavelmente continuará aumentando.

 

 

Diversidade de ofertas

Nos últimos temos, as instituições financeiras passaram a ofertar uma variedade de linhas de crédito diferenciadas. Os financiamentos imobiliários foram facilitados devido à diminuição da Selic, e os consumidores, incentivados a realizar o sonho de comprar imóvel . A baixa na taxa de juros aumentou o poder de compra de quem pretende investir nessa área.

Muitos investidores perceberam a oportunidade de adquirir novas unidades para viver de renda. Inclusive, a Taxa Referencial (TR) registrou uma queda considerável e beneficiou os financiamentos imobiliários. Essa situação influenciou as instituições financeiras a reduzir as suas tarifas para oferecer condições de crédito melhores para os compradores.

 

Valorização dos imóveis

Outra tendência da atualidade é a valorização dos bens imóveis, que são um excelente investimento para o futuro. A busca por mais qualidade de vida, a queda na taxa de juros e a inflação são as responsáveis pelo aumento do valor das propriedades imobiliárias, já que elas propiciaram a criação de um cenário atrativo para esse mercado.

Vale destacar que os consumidores têm a oportunidade de avaliar as alternativas disponíveis e optar pelos índices mais atrativos, como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Eles também têm a oportunidade de escolher taxas fixas ou pré-fixadas na hora de contratar a linha de crédito, bem como determinar a localização do imóvel que pretendem financiar.

 

Dificuldades para comprar imóveis no futuro

Os consumidores interessados em ter o próprio imóvel precisam aproveitar a oportunidade, visto que o atual contexto indica que, daqui a alguns anos, ficará bem difícil adquirir unidades imobiliárias. A tendência é que os juros subam e que os financiamentos se tornem mais onerosos dentro de pouco tempo. Por essa razão, vale a pena avaliar os produtos financeiros acessíveis agora.

Embora o parcelamento chegue a 30 anos para a quitação total do débito, o momento é benéfico para aqueles que almejam imóveis maiores. O isolamento social fez com que as pessoas percebessem que precisam de mais espaço para conviver com a família e realizar as suas atividades profissionais no conforto do seu lar, em um local adequado.

 

Saiba como a CrediPronto apoia nessa conquista

A CrediPronto ajuda a financiar o próprio imóvel, uma Join Venture criada pelo Itaú para oferecer consultorias gratuitas focadas em financiamentos dessa área. Ela é uma referência no mercado brasileiro, agilizando e facilitando o acesso ao crédito e o parcelamento do preço para seus parceiros de negócio, além de eliminar a burocracia.

Agora você já conhece as tendências dos juros de financiamento imobiliário para 2021. A CrediPronto somente financia imóveis residenciais e comerciais que estão prontos para a entrega das chaves e não fecha contratações enquanto as propriedades ainda estão na planta para oferecer mais segurança aos seus clientes.

Ainda tem dúvidas sobre o funcionamento dos juros para financiamentos imobiliários? Entre em contato conosco e seja atendido por um dos nossos consultores!

A CrediPronto é uma empresa intermediadora de financiamento imobiliário que foi criada pelo Itaú. Ao financiar com a CrediPronto você tem consultoria gratuita com profissionais especialistas, que vão acompanhar seu processo de perto do começo ao fim e te ajudar no que for necessário, além de outras vantagens.

Na CrediPronto, a taxa de juros padrão é a partir de 10,49% ao ano + TR. ________

O financiamento imobiliário CrediPronto é exclusivamente com o banco Itaú.

Você pode quitar o seu imóvel em até 35 anos (420 meses). Podendo também quitar antes.

Você pode financiar até 90% do valor do imóvel.

Tem o sonho da casa própria?

Financie até 90% do imóvel com taxa a partir de 10,49% ao ano+TR, podendo pagar em até 420 meses (35 anos).