Corretores de Imóveis

Glossário do corretor de imóveis: 14 termos que você precisa conhecer

Não pode ler agora? Ouça a matéria clicando no áudio.

 

Toda área tem uma lista de termos que facilitam os processos e garantem que as comunicações formais e negociações não tenham duplas interpretações entre seus interlocutores. No mercado financeiro, aquele que cumpre esse papel é o glossário do corretor de imóveis.

Você está em dia com o seu? Além de facilitar os trâmites cartorários e financeiros, compreender cada termo é essencial para demonstrar aos seus clientes que você possui domínio e autoridade na área.

Listamos aqui os 14 principais termos do glossário do corretor que são determinantes para quem quer realizar um bom trabalho. Continue a leitura e aproveite para se atualizar!

1. Ação de despejo

Refere-se à ação judicial que o proprietário de um imóvel alugado move com o intuito de remover o inquilino. É preciso ser requerida seguindo os motivos previstos em Lei.

2. ADEMI

É a sigla para Associação dos Dirigentes das Empresas do Mercado Imobiliário, que tem representações em quase todos os Estados brasileiros. Seu principal objetivo é fortalecer profissionais e empresas do ramo.

3. Alvará

Termo jurídico utilizado em diversas áreas. Especificamente no mercado imobiliário, trata-se de documento de autorização para construção, incorporação ou reforma de projeto arquitetônico, emitido pelo órgão público competente.

4. Apartamento-tipo

Esse é um termo muito utilizado pelas construtoras e refere-se ao apartamento padrão de um prédio, ou seja, àquele que não possui diferencial se comparado aos demais.

Usualmente, os prédios possuem apartamentos-tipo, coberturas e unidades com área privativa. Tais nomenclaturas, além de confirmarem que os imóveis possuem metragens diferenciadas, também podem ser utilizadas para determinar o valor de taxas condominiais, por exemplo.

5. Cláusula

Contratos, leis e demais documentos formais podem ser divididos em capítulos, itens e cláusulas, para que todos os temas relevantes mencionados e sejam facilmente localizados.

Cláusulas contratuais determinam as condições de uma negociação e, por isso, podem ser utilizadas em uma conversa para mencionar algum item que esteja em não conformidade com o que foi previamente acordado ou, no caso contrário, para incluir um adendo.

Uma cláusula pode ser incluída para, por exemplo, determinar que, além do imóvel, itens específicos do mobiliário também farão parte do negócio.

6. Contrato

É um acordo firmado, registrado ou não fisicamente, que determina os direitos e deveres das partes envolvidas. Deve ser regido dentro dos termos legais, sob pena de tornar-se nulo.

No mercado imobiliário, os principais são os contratos de locação — utilizados para a cessão de um imóvel por tempo determinado em troca de determinada remuneração — e o de compra e venda, que especifica a negociação definitiva do bem.

7. CRECI

Sigla para Conselho Regional de Corretores de Imóveis. Profissionais da área precisam fazer um curso de formação e serem devidamente inscritos no CRECI.

8. FGTS

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) é a contribuição que o empregador faz mensalmente para cada funcionário. Essa renda pode ser resgatada pelo trabalhador em caso de demissão, compra de imóvel ou em outros casos específicos.

No mercado imobiliário e financeiro essa sigla é regularmente utilizada. Portanto, além de compreender seu significado, é preciso dominar as regras de utilização e como elas se encaixam nos processos de financiamento imobiliário, por exemplo.

9. Financiamento imobiliário

Essa é a modalidade de crédito específica para a aquisição de imóveis, seja na planta ou já construído (novo ou antigo).

O indivíduo contrata o financiamento de parte do valor do imóvel e paga parcelas de amortização regulamente durante um período. Ao final do regime de pagamento, o bem é finalmente transferido integralmente para seu nome.

Esse é outro termo que demanda grande domínio por parte do corretor, pois é a partir de seus conhecimentos sobre o assunto que fica possível indicar para os clientes a opção mais aconselhável para o perfil de compra, por exemplo.

10. Habite-se

Esse documento emitido pelos órgãos fiscalizadores oficiais assegura que o imóvel foi construído ou reformado conforme projeto aprovado e que foi vistoriado por outras entidades e serviços, as quais garantem que o imóvel é habitável.

11. IPTU

O Imposto Predial Territorial Urbano é cobrado anualmente pelas prefeituras tendo como base o valor venal do bem. Alguns imóveis e pessoas possuem isenção de sua cobrança e, por isso, dominar as regras também é essencial para o corretor realizar um bom trabalho.

12. ITBI

O Imposto de Transmissão de Bens e Imóveis (ITBI) é cobrado sempre que ocorre uma transferência de titularidade no Registro de Imóveis.

13. Tabela PRICE ou SAC

Modalidades para o cálculo de prestações de um financiamento imobiliário. A tabela PRICE mantém as parcelas com valores constantes. Já a tabela SAC tem os valores diminuindo gradativamente. Alguns financiamentos também possuem parcelas semestrais e anuais que abatem no valor total.

14. Valor venal

O valor venal é determinado pelas prefeituras locais para cada imóvel, considerando metragem, localização, a que se destina (residencial ou comercial) e características.

É ele que determina certas cobranças, como IPTU,  mas nem sempre é o que vale para as negociações entre vendedores e compradores.

Quando usar os termos do glossário do corretor de imóveis?

Sempre que estiver lidando com procedimentos internos, conversando com outros profissionais de áreas relacionadas, como despachantes e funcionários de cartório, por exemplo, os termos podem ser utilizados para estruturar os diálogos de forma otimizada.

Porém, quando houver na conversa uma pessoa que não compreende os termos, o ideal é que o corretor explique o significado. Isso demonstra conhecimento, transparência nas negociações e, claro, autoridade no assunto.

É preciso ter consciência de que o glossário do corretor de imóveis está em constante atualização, então, novos termos podem ser acrescidos e outros podem ser extintos com a modernização dos contratos imobiliários.

Ou seja, manter uma rotina de atualização do conhecimento é essencial, não é mesmo? Mas compartilhar informações relevantes com outros colegas do time de vendas também pode ser uma jogada estratégica interessante, pois, no futuro, eles podem fazer o mesmo.

Então, quer propor um teste de conhecimento para eles? Compartilhe agora esse conteúdo em suas redes sociais e pergunte aos colegas corretores de imóveis quantos termos eles tinham certeza sobre seus significados.

Acompanhe

Acompanhe as nossas redes sociais e fique por dentro das novidades.

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Faça uma simulação e financie até 82%