Corretores de Imóveis

Como gerenciar contratos de venda de imóveis?

Sem tempo para ler? Que tal ouvir esse texto? Clique no play!


Quem trabalha com o mercado imobiliário sabe a quantidade de documentos e burocracias que precisam ser atendidas para poder efetuar uma venda. Por isso, o corretor deve ter em mente a importância da organização em sua rotina de trabalho e na hora de gerenciar contratos.

Para ajudá-lo nessa tarefa, preparamos este artigo com algumas dicas importantes. Leia até o final e aperfeiçoe o seu trabalho!

Atente-se aos detalhes do contrato

O contrato deve ser claro e objetivo. Lembre-se de que ele será consultado caso existam divergências entre as partes, por isso, evite adotar uma linguagem inadequada e ambígua que possa, justamente, gerar debates.

O contrato deve descrever a negociação, de modo que qualquer pessoa que leia o documento consiga entender os direitos e obrigações de cada uma das partes envolvidas. Por isso, cada contrato é único. Jamais use o mesmo documento para todas as negociações.

Outro ponto importante é entender que o contrato não pode estar acima da lei. Em alguns casos, os clientes propõem cláusulas que ferem a legislação vigente. Cabe ao corretor instruir seus clientes sobre isso. Se você não se sentir seguro sobre alguma cláusula, busque a orientação de um advogado imobiliário.

Organize esses documentos

Cada negócio concluído resulta em várias páginas de documentos. Organizá-las é fundamental para evitar transtornos futuros e perda de tempo durante o dia a dia.

Uma dica interessante é digitalizar esses papéis e salvá-los em algum serviço de nuvem, como Google Drive, por exemplo. Dessa forma, você poderá acessá-los com tranquilidade e imprimir apenas o que é necessário.

Caso você trabalhe em parceria com uma imobiliária ou com outros corretores, pode ser necessário ter esses arquivos impressos. Mesmo assim, não deixe de ter cópias digitalizadas.

Conheça a documentação necessária para fechar o negócio

Um corretor inexperiente pode criar problemas ao orientar seus clientes de forma indevida, fazendo com que eles percam tempo e dinheiro buscando documentos que não são necessários para aquele tipo de negócio.

Portanto, converse com profissionais mais experientes, busque parcerias com empresas que já atuam no ramo e pesquise as diferenças entre cada tipo de propriedade.

Algumas cidades, por exemplo, exigem laudos ambientais para compra e venda de terrenos urbanos. Trata-se de uma exigência específica que precisa ser atendida. Visite o site da prefeitura de sua cidade e verifique se há um manual ou guia de orientação para negociações imobiliárias realizadas na cidade. Ainda vale pontuar outra dica: atente-se às mudanças anuais nos valores de taxas e impostos, como o IPTU.

Como vimos neste artigo, criar e gerenciar contratos é algo muito importante na rotina profissional de um corretor imobiliário. Um profissional organizado passa confiança aos seus clientes e parceiros de negócios. Além disso, é muito estressante precisar de um documento e não conseguir encontrá-lo ou saber como consegui-lo. Alguns contratos podem ser anulados devido a falta de documentos.

Todavia, antes de gerenciar contratos é importante conseguir captar clientes, não é mesmo? A atual crise econômica impactou o mercado imobiliário, mas isso não significa que você ficará sem fechar negócio. Preparamos um artigo que o ajudará a conquistar mais clientes. Leia agora mesmo!

Acompanhe

Acompanhe as nossas redes sociais e fique por dentro das novidades.

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Faça uma simulação e financie até 82%