credipronto-logo-blog

Especulação imobiliária: o que é, como funciona e como se beneficiar

Especulação imóbiliaria: vale a pena fazer?

A prática de comprar imóveis a um preço menor e vender a um valor mais alto posteriormente, a fim de obter um retorno com a valorização da propriedade, é uma das práticas de investimento mais antigas do mundo.

Conhecida popularmente como especulação imobiliária , esse tipo de atividade ainda deixa muitas dúvidas, principalmente por ter seus pontos fortes e fracos, assim como qualquer tipo de investimento.

Neste artigo, você vai saber o que é, como funciona e quais são os riscos da especulação imobiliária . Continue a leitura!

 

Especulação imobiliária: o que é e como funciona?

A especulação imobiliária é a compra de um imóvel com a expectativa de vender ou alugar futuramente obtendo lucro com a valorização da propriedade. Nesse caso, pode ser qualquer imóvel, desde prédios e casas até terrenos vazios. Ou seja, o indivíduo não adquire aquele bem pensando em habitar, mas sim com ideia de investimento, esperando um retorno maior no futuro.

Essa perspectiva de valorização é baseada em alguns critérios que levam ao aumento do valor de mercado de uma propriedade, como o investimento do governo na infraestrutura de uma área ou o crescimento da região. As melhorias chamam a atenção de mais pessoas, que passam a se interessar em adquirir um imóvel na região.

Seguindo a lei da oferta e procura , o valor do imóvel tende a subir e, portanto, se você comprou por um valor menor anteriormente, pode vender por um preço mais alto e obter o retorno do seu investimento.

 

Mas o que é valor de mercado?

O valor de mercado corresponde a como uma propriedade está avaliada pelo mercado . Não se refere, exatamente, ao valor pelo qual o imóvel será negociado, mas serve como uma referência para dizer se o preço cobrado está barato, na média ou alto.

Para saber o valor de mercado, o ideal é buscar um especialista, que certamente considerará alguns critérios, como:

  • estado de conservação do imóvel;
  • valor médio do metro quadrado na região;
  • tamanho do imóvel ;
  • localização;
  • características do imóvel etc.

Com base nessa avaliação, o especialista estima o valor de mercado do imóvel e você descobre se o valor oferecido pelo negociador realmente se justifica.

 

Quais são os fatores que impactam o preço dos imóveis?

Diversos fatores podem influenciar o preço de um imóvel, mas, no geral, são três fatores que se destacam. São eles:

 

      1. Melhoria na infraestrutura

É quando o governo realiza uma série de melhorias, como aumento do serviço de transportes públicos ou fornecimento de saneamento básico , em uma área que antes era desvalorizada. Ao implementar essas melhorias, a região atrai novos moradores e comerciantes, impactando diretamente os preços dos imóveis .

 

      2. Crescimento da região

Na maior parte dos casos, quanto mais longe e com menos estrutura um local for, mais desvalorizado ele será. Quando a cidade expande a sua área urbana, as regiões distantes tendem a se valorizar porque existem agora novas áreas mais distantes. Então, aumenta-se o preço sem existir uma mudança significativa na infraestrutura da região.

 

      3. Escassez de terrenos

É quando uma região é tão povoada que existe uma escassez de imóveis disponíveis, fazendo o preço das poucas propriedades vazias da área aumentar. Muitos especuladores utilizam esse critério e deixam terrenos vazios e sem uso nas metrópoles para depois vender por um preço sobrevalorizado.

A seguir, conheça um pouco sobre as consequências da especulação imobiliária . Acompanhe!

 

Quais são as consequências da especulação imobiliária ?

Apesar de parecer um bom investimento , a especulação imobiliária pode causar sérios transtornos em metrópoles.

Um dos principais é a presença de diversos imóveis desocupados ou subutilizados à espera da valorização em áreas com uma boa estrutura, deixando de cumprir sua função social.

Basicamente, o ciclo é o seguinte:

  1. O especulador compra o imóvel;
  2. A região recebe um bom investimento em infraestrutura;
  3. Há uma grande procura por imóveis na área;
  4. As propriedades não têm uso por esperarem uma valorização maior;
  5. As populações menos abastadas precisam morar longe em condições piores.

Outra consequência resultante da especulação imobiliária é a expansão das cidades apenas para abrigar a população menos favorecida e sem condições de morar na região valorizada.

Se o governo precisa investir em uma nova região para abrigar essa parte da população, começa um novo ciclo novamente, já que outros especuladores vão comprar imóveis na região com a perspectiva de valorização graças ao investimento em infraestrutura.

Além disso, considera-se uma prática “injusta” socialmente, visto que os investidores recebem lucro em cima de melhorias geradas por dinheiro público.

Apesar disso, a especulação imobiliária não é considerada um crime, mas o governo pode aplicar impostos maiores em proprietários que tenham imóveis sem nenhum uso social.

 

Financiamento-imobiliario-com-a-CrediPronto

 

Afinal, como tirar proveito da especulação imobiliária ?

Apesar de ser nociva em certo grau para as cidades, a especulação imobiliária é uma prática antiga e não deixa de ser uma forma de investimento . Portanto, quando você utiliza da forma certa sem tentar lucrar tanto em cima do valor do imóvel, é possível obter um bom retorno.

Nesse caso, é importante descobrir o valor de mercado que a propriedade realmente possui e estudar o movimento na região para saber se realmente vale a pena realizar esse investimento.

Assim, você pode usar tanto o critério de melhoria na infraestrutura ao aproveitar a movimentação do aumento de empreendimentos na região quanto o de escassez para ganhar com a valorização.

Lembre-se também da importância de saber vender no momento certo para não acabar com o imóvel parado e sem perspectiva de venda. Além disso, outro cuidado que você precisa ter é para não acabar entrando em uma bolha imobiliária .

Esse é um fenômeno que ocorre quando vários investidores compram propriedades em uma região com a perspectiva de valorização e, conforme os preços dos imóveis sobem, mais especuladores entram no negócio.

No entanto, chega a um momento em que os preços atingem um valor insustentável e a bolha estoura. Nesse caso, você pode acabar perdendo dinheiro por comprar um terreno caro e não conseguir revender.

 

Conheça a CrediPronto

A CrediPronto é uma empresa especializada em financiamento e crédito com garantia de imóvel. Com 13 anos de experiência no mercado, temos parceiros espalhados em todas as 27 unidades federativas do país.

Sabemos que adquirir um imóvel é um passo importante na sua vida, por isso disponibilizamos as melhores condições de financiamento imobiliário do mercado.

A CrediPronto oferece linhas de crédito que variam de R$ 40 mil a R$ 3 milhões , com a possibilidade de financiar até 90% do valor do imóvel. Também é possível pagar a dívida em até 30 anos .

Quer saber mais sobre as condições de financiamento da CrediPronto? Realize agora mesmo a simulação do seu financiamento conosco .

A CrediPronto é uma empresa intermediadora de financiamento imobiliário que foi criada pelo Itaú. Ao financiar com a CrediPronto você tem consultoria gratuita com profissionais especialistas, que vão acompanhar seu processo de perto do começo ao fim e te ajudar no que for necessário, além de outras vantagens.

Na CrediPronto, a taxa de juros padrão é a partir de 10,49% ao ano + TR. ________

O financiamento imobiliário CrediPronto é exclusivamente com o banco Itaú.

Você pode quitar o seu imóvel em até 35 anos (420 meses). Podendo também quitar antes.

Você pode financiar até 90% do valor do imóvel.

Tem o sonho da casa própria?

Financie até 90% do imóvel com taxa a partir de 10,49% ao ano+TR, podendo pagar em até 420 meses (35 anos).