Conteúdo em áudio Mercado Imobiliário

Tipos de apartamento: conheça cada um e entenda suas diferenças

Ouça essa matéria!

Quando falamos em comprar um imóvel, é normal que as pessoas fiquem em dúvida entre uma casa ou um apartamento. O que as elas se esquecem é que existem vários tipos de apartamento.

Cada um deles é recomendado para um momento da vida do morador. Além disso, cada variação desse imóvel exigirá uma estratégia diferente na hora de decorá-lo. Portanto, é necessário entender o que significam essas variações.

Para ajudá-lo, decidimos escrever um artigo completo explicando tudo sobre o tema. Boa leitura!

Tipos de apartamento: quitinete

Também conhecida como “kitnet”, trata-se de um apartamento pequeno cujo tamanho médio é 30 m². O imóvel tem apenas um cômodo que divide as funções de quarto e cozinha. Além disso, as quitinetes têm um pequeno banheiro com chuveiro, piá e vaso sanitário.

Dentre os tipos de apartamento, as quitinetes costumam ser escolhidas por pessoas que estão em busca de economia. Não é comum comprar esse imóvel, o mais recorrente é alugá-lo. Trata-se de uma alternativa para pessoas solteiras.

Decorar uma quitinete costuma ser um exercício de minimalismo e desapego. O morador deve ter apenas aquilo que será usado. Dentre os eletrodomésticos, uma coifa de cozinha e um ventilador são indispensáveis.

Loft

Trata-se de um imóvel sem divisões entre os cômodos, o que traz uma sensação de amplitude ao apartamento. Os primeiros lofts datam da década de 1960, em Nova York.

Esse era o imóvel comum entre os artistas, uma vez que possibilitava aos moradores trabalharem e receberem seus amigos em casa com bastante conforto.

Esses artistas ocupavam fábricas abandonadas, revitalizando-as e as transformando em locais sofisticados. Por isso, esses apartamentos não têm paredes dividindo seus cômodos e, antigamente, eram localizados apenas nos centros de grandes cidades.

Esse modelo de imóvel é ideal para pessoas solteiras ou casais sem filhos, uma vez que não permite grande privacidade entre os moradores. Um loft abre uma variedade de possibilidades decorativas, tornando a experiência de moradia muito pessoal.

Studio

Assim como o loft, o studio não tem seus espaços divididos por paredes. A grande diferença entre eles está no tamanho, pois esse apartamento costuma ser menor, assemelhando-se a uma quitinete.

Uma diferença entre o studio e a quitinete é que esse apartamento permite integrar no mesmo ambiente um quarto, a sala e cozinha. No caso da quitinete a integração é apenas entre o quarto e a cozinha.

Outra característica dos studios é a excelente localização, já que esses imóveis costumam ser construídos em endereços disputados da cidade.

É importante entender que algumas empresas passaram a usar a palavra “studio” como sinônimo de “quitinete”, uma vez que essa palavra é percebida como um ambiente requintado, enquanto o público entende a segunda como uma escolha econômica.

Uma reportagem do G1 ilustra esse ponto de atenção. Nela, a incorporadora vende “studios” de 14 metros quadrados.

Nessa opção imobiliária, o morador deve recorrer aos móveis planejados ou compactos na hora de decorá-lo.

Duplex

Apartamento com dois andares. Trata-se de uma opção para famílias que precisam de espaço, mas não desejam viver em uma casa. Outra justificativa para comprar esse de imóvel é o seu valor comercial, pois se trata de um investimento com boas chances de gerar lucro na revenda.

Dentre os tipos de apartamento, o duplex se destaca pelo conforto que traz ao morador que terá à sua disposição cômodos amplos. Ademais, o proprietário pode investir em áreas de lazer privativas, como uma academia ou um pequeno spa.

A desvantagem dos duplex é o custo elevado com a taxa de condomínio e o valor do investimento. Por isso, essa moradia é escolhida por pessoas com a vida financeira estabilizada.

Garden ou Giardino

São apartamentos que ficam no térreo e dão ao morador a chance de ter um jardim, um pequeno quintal ou uma horta, por exemplo. Entre as vantagens dos giardinos, podemos destacar a facilidade de acesso, uma vez que o morador só precisará passar pelo portão do condomínio para entrar em casa.

Outra vantagem é o preço mais baixo. Apartamentos localizados no térreo costumam custar menos do que aqueles que estão nos andares superiores. Isso também ajuda o morador a vendê-lo, se assim quiser.

Entre as desvantagens, é importante esclarecer que dependendo do condomínio a vista do morador pode ser um muro — ao contrário da paisagem da cidade que pode ser admirada dos andares mais altos.

Ainda variando de condomínio para condomínio, um apartamento giardino pode ter dificuldade de ventilação se as suas janelas estiverem muito próximas a paredes.

Esse tipo de imóvel é recomendado para famílias, principalmente aquelas com crianças pequenas, pois eles podem brincar no jardim em segurança. Os pets também se beneficiam dos apartamentos tipo garden.

Cobertura

O extremo oposto do imóvel descrito no tópico anterior. Uma cobertura costuma ser o imóvel mais caro do condomínio. A vista privilegiada é um diferencial.

Ademais, esses imóveis dão ao morador a oportunidade de ter uma área de lazer privativa, como uma piscina, por exemplo.

Comprar uma cobertura exige um grande investimento financeiro por parte do consumidor.

Apartamento padrão

O mais conhecido entre as variedades de apartamento. Nesse apê, temos os cômodos divididos por paredes. Isso limita os espaços, mas facilita na hora de decorar — além de trazer privacidade ao morador.

Os apartamentos padrão costumam ser divididos pela quantidade de dormitórios que têm. Antigamente, esse modelo de imóvel tinha até o quarto para empregados. Com a redução de pessoas que recorrem a esse serviço, hoje os novos apartamentos trazem espaços para o home office.

A decoração pode ser feita com móveis prontos ou planejados, ficando a critério do morador decidir como cada cômodo será usado.

Como vimos neste artigo, apartamento não é tudo a mesma coisa. Existem vários modelos de apartamento disponíveis no mercado. Agora que você conhece cada um deles, ficou mais fácil escolher o modelo que atende às suas demandas, não é verdade?

Lembre-se que uma pessoa pode ter muitos tipos de apartamento durante sua vida. O estudante universitário que hoje vive em uma quitinete pode ser dono de uma bela cobertura no futuro.

Para se manter bem-informado sobre o mercado imobiliário, curta nossa página no Facebook!

Faça uma simulação e financie até 82%

Acompanhe

Acompanhe as nossas redes sociais e fique por dentro das novidades.