credipronto-logo-blog

Como fazer a negociação de imóveis? Aprenda agora como vender o seu ou comprar um novo.

A maioria das pessoas que decidem comprar um imóvel está em busca da casa própria ou precisa trocá-la por motivo de necessidade. Mas esse também é um tipo de investimento bastante seguro e com enorme potencial de valorização, já que a demanda imobiliária sempre cresce em nosso país. Contudo, é preciso saber fazer a negociação de imóveis para evitar prejuízos.

A busca por informações e a obtenção de conhecimento são muito importantes para fazer uma boa negociação. Se você está disposto a adquirir uma casa ou apartamento, saiba que é necessário compreender que tipo de imóvel escolher e o momento ideal para fechar o contrato de compra e venda de imóvel .

Vários cuidados devem ser tomados antes de assinar um financiamento imobiliário . Neste post, vamos explicar como deve ser feita a negociação e como saber o real valor de uma unidade imobiliária para realizar uma compra justa. Aqui, você vai descobrir tudo o que precisa para ser bem-sucedido em seus objetivos. Gostaria de saber como fazer uma excelente aquisição? Continue a leitura!

 

Quando é o momento certo de comprar um imóvel?

A melhor oportunidade para comprar imóveis é no momento em que há pouca procura e muita oferta no mercado. Depois disso, é comum que ocorra o aquecimento da demanda e que os preços desses bens aumentem consideravelmente. Parece simples fazer um diagnóstico, no entanto é importante olhar com cautela para várias situações. Observe abaixo algumas dicas sobre o assunto!

 

Probabilidade de desenvolvimento econômico

Antes de comprar um imóvel, o comprador deve analisar diversos fatores. Um deles é a possibilidade de crescimento de uma cidade devido aos investimentos feitos por empresas ou indústrias que vão aumentar as rendas das famílias da região. Existem lugares bastante promissores e que têm grandes chances de valorização das unidades imobiliárias.

 

Cenário internacional favorável

Outro ponto que mostra que chegou a hora de fazer a aquisição de um imóvel é o aumento da oferta de crédito imobiliário no mercado nacional. Observe se o cenário internacional está favorável e se a economia do nosso país está estabilizada para favorecer o surgimento de novos empreendimentos e empregos nas áreas urbanas.

 

Preços mais baratos

Os preços dos imóveis variam conforme a economia brasileira. Por isso, existem tempos em que eles realmente ficam mais baratos, e os salários são suficientes para pagar uma parcela de um financiamento imobiliário. Então, se você perceber que o valor dos imóveis está estagnado, pode ser uma ótima ocasião para fechar uma boa negociação.

 

Taxa básica de juros mais baixa

A taxa básica de juros é determinada pelo Banco Central a cada 45 dias. Ela é mais conhecida como Selic, a qual influencia diretamente os juros cobrados pelas instituições que fornecem financiamentos imobiliários. Portanto, se esse percentual estiver baixo, é um indicativo de que é a melhor época para fazer a negociação do seu imóvel.

Se essa taxa estiver muito alta, é capaz de inviabilizar o lançamento de novas unidades e encarecer demais os financiamentos, causando uma retração nesse mercado. A Selic varia porque se trata de uma ferramenta utilizada pelo governo para controlar a inflação, a quantidade de moeda em circulação e a economia do Brasil. Observe-a com cautela!

 

Aumento dos estoques

Caso você perceba que há uma variedade de ofertas no mercado, incluindo todos os tipos de imóveis , saiba que esse é um sinal de que a compra será favorável, pois significa que, devido à economia, ocorreu um aumento no estoque das construtoras e que há casas e apartamentos à venda em praticamente todos os bairros.

 

 

É melhor investir em um imóvel novo ou usado?

Agora que você já sabe definir um bom momento para comprar imóveis, vamos falar um pouco sobre que tipo de imóvel escolher. É possível adquirir unidades na planta, recém-construídas ou usadas. Cada opção apresenta vantagens e desvantagens que precisam ser compreendidas antes de tomar uma decisão ou fazer uma negociação. Veja a seguir os benefícios de cada perfil para facilitar a sua escolha!

 

Vantagens de imóveis na planta

A maior vantagem para quem decide comprar um imóvel na planta é o preço mais acessível. As condições de pagamento são melhores do que você encontraria em uma casa ou apartamento concluído, por exemplo. Esses imóveis podem custar até 20% menos do que uma unidade pronta e será possível encontrar empreendimentos que exigem parcelas mais baixas.

Existem construtoras que permitem inclusive o parcelamento da entrada até o momento de entregar as chaves. Assim, o comprador terá um imóvel novo para morar quando a obra for concluída, sendo responsabilidade de quem o construiu caso ocorra qualquer problema. As instalações serão modernas, e você economizará o dinheiro que usaria para a manutenção.

 

Vantagens de imóveis recém-construídos

Imóveis recém-construídos fazem parte dos lançamentos das construtoras e, por esse motivo, é um investimento seguro, porque estão prontos. Desse modo, o comprador tem certeza de que entrará no seu imóvel sem ter esperar pela construção. Por estarem concluídos, eles são mais valorizados, e o preço varia conforme o mercado.

Uma das vantagens dos imóveis já construídos é a facilidade de fechar o contrato e obter a documentação da propriedade. A burocracia é bem menor do que na aquisição de uma casa usada, assim como os gastos com documentos. A segurança para o comprador nesse tipo de investimento é maior do que em negociação realizadas entre particulares.

 

Vantagens de imóveis usados

Entre as vantagens mais atrativas dos imóveis usados, está a possibilidade de utilizar o valor do FGTS acumulado na sua conta vinculada para dar a entrada na aquisição. A quantia também serve para quitar parte do financiamento e deixar as parcelas menores. Os preços desses imóveis são mais acessíveis do que os valores cobrados por unidades novas.

Além disso, os imóveis usados são mais amplos, pois as construções antigas eram maiores e tinham mais espaço do que as atuais. As cozinhas são mais espaçosas e ideais para quem ama a arte da culinária. Em algumas situações, você encontra apartamentos mobiliados e não terá o trabalho de comprar tudo separadamente.

 

 

Vale a pena investir em imóveis comerciais?

A aquisição de imóvel comercial ou residencial para o aluguel gera retornos rápidos, afinal muitas empresas precisam de salas para a realização de suas atividades. Normalmente, os contratos de locação duram mais, e o proprietário não precisa se preocupar com a contratação de novos inquilinos por um bom tempo. O preço dos aluguéis desses ambientes beneficia o proprietário.

A negociação para a aquisição de um imóvel comercial são mais fáceis. Eles podem ser mais baratos do que uma casa ou apartamento e trazer um bom retorno para os investidores. O valor vai depender das características e da localização, já que geralmente são encontrados em regiões utilizadas para o comércio.

Imóveis comerciais estão situados em áreas que já contam com infraestrutura e segurança para os usuários. A manutenção é menor, tendo em vista que os inquilinos procuram manter o ambiente para o seu público. Por outro lado, a economia tende a se estabilizar, aumentando a demanda por salas comerciais e, consequentemente, valorizando esses bens.

 

Quais os cuidados na hora da negociação?

 

Na hora de fazer a negociação de um imóvel, é indicado tomar vários cuidados para não sofrer prejuízos financeiros. Você terá que avaliar as suas necessidades, encontrar a características ideais para o seu perfil, fazer um planejamento financeiro, averiguar o estado de conservação do bem, conferir a documentação e muito mais. Confira adiante outros detalhes que merecem destaque!

 

Atente-se à escolha do financiamento

Para financiar um imóvel , é necessário fazer uma avaliação da sua capacidade econômica antes de assinar um contrato. Verifique se conseguirá pagar as mensalidades em dia conforme as exigências da instituição fornecedora de crédito. Avalie também a financeira que negocia os valores, a credibilidade e o tempo de atuação no mercado.

 

Opte por uma financeira de confiança

Certifique-se de que a instituição financeira é de confiança e reconhecida pela sociedade. Ela fará a análise do crédito e avaliará se você tem potencial para fazer os pagamentos dentro do prazo estabelecido no contrato. É aconselhável buscar uma empresa que tenha estabilidade para assegurar a satisfação de todos os envolvidos no negócio.

 

Aplique técnicas de persuasão

Ao aplicar técnicas de persuasão, deve-se demonstrar conhecimento e domínio sobre o assunto abordado. Tenha autoconfiança e desenvolva a sua retórica para convencer as pessoas com os seus argumentos. Analise cada detalhe do imóvel que despertou o seu interesse e negocie o preço com o vendedor, principalmente se for uma casa ou apartamento usado.

 

Faça um planejamento financeiro

Estabeleça as suas metas e organize as finanças, pois comprar um imóvel requer organização de longo prazo. Utilize uma planilha para fazer os lançamentos dos gastos e dos ganhos. Dessa forma, será mais fácil conferir quanto sobrará todos os meses para assumir um financiamento. Economize uma quantia mensalmente cortando as despesas desnecessárias.

 

Calcule a projeção de juros no tempo

É importante saber fazer a projeção dos juros do financiamento para selecionar a melhor opção para o seu bolso no momento de comprar um imóvel. Fazer esse procedimento evita o pagamento de taxas abusivas e ajuda a cuidar das finanças do comprador. O banco empresta o dinheiro para a realização do seu desejo, mas cobra um valor em troca.

 

 

Quais os tipos de financiamento disponíveis?

Um empréstimo imobiliário requer a realização de várias ações pelo comprador do imóvel. Será preciso escolher o bem, selecionar a instituição financeira, entrar com o pedido de compra, fornecer o valor da propriedade, comprovar os rendimentos fixos e oferecer todas as informações solicitadas. Depois, você poderá optar por um dos tipos de financiamentos mencionados abaixo.

 

SFH

O Sistema Financeiro de Habitação é uma modalidade criada pelo governo brasileiro no ano de 1964 para atender à população de baixa renda que precisa de casa própria. Ele oferece as vantagens do pagamento em longo prazo e juros mais baixos para os compradores. O valor das parcelas não pode ir além de 30% dos rendimentos do comprador.

 

SFI

O Sistema Financeiro Imobiliário se trata de um modelo que surgiu em 1997 por iniciativa do governo para a aquisição de imóveis comerciais. Os benefícios dessa modalidade são vários, já que ela atende a pessoas físicas e jurídicas, serve para a compra de um segundo imóvel e o valor do financiamento não é limitado.

 

SBPE

O Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo é utilizado para financiar 80% do valor do imóvel por instituições privadas ou 50% pelo governo. A linha de crédito é oferecida por instituições financeiras privadas e públicas, sendo que pode ser usada para adquirir terrenos ou imóveis com recursos provenientes da poupança.

 

 

Como fazer a projeção de juros por tipo de financiamento?

Os cálculos das projeções dos juros dependem do tipo de financiamento realizado. As instituições financeiras utilizam diferentes encargos, taxas, juros, índices de correção monetária e sistemas de amortização. Os juros dessas transações são compostos, e você precisa conhecer esses números para tomar a decisão mais acertada. Siga em frente!

 

Juros fixos

Os juros podem ser considerados fixos quando calculados com base na Tabela Price, por exemplo. Esse sistema de amortização permite à instituição financeira fixar o valor das parcelas desde o início até o final de um financiamento. Os compradores pagarão o mesmo valor do princípio ao fim do contrato sem considerar a inflação.

 

Juros indexados

Os juros são indexados quando a instituição financeira utiliza um índice para ajustar as parcelas de acordo com a inflação. Nesse caso, a taxa de juros vai variar conforme os preços do mercado imobiliário e a economia do país. O preço da prestação pode aumentar e será ajustado automaticamente pela instituição financeira.

 

 

Como funciona a contratação de crédito?

Escolha o imóvel que pretende comprar e depois considere as exigências da instituição financeira. Utilize um simulador para ter certeza de que conseguirá pagar as parcelas do financiamento com os seus ganhos. Depois, solicite uma proposta e analise as condições. Veja agora como funciona a contratação de crédito e o que acontece antes de ser aprovada a operação!

 

Consulta ao perfil de crédito

Assim que você enviar a proposta de compra para a financeira, ela vai fazer uma consulta ao seu perfil de crédito. Forneça a ela todos os documentos solicitados para agilizar a aprovação. É necessário apresentar os documentos do vendedor, do comprador e de seus cônjuges, bem como a documentação do imóvel para que seja realizada a avaliação.

 

Assinatura da documentação

Inicie fazendo uma leitura do contrato antes de inserir a sua assinatura. Compreenda todas as informações relacionadas à negociação e, se ficar com dúvidas, solicite esclarecimentos. É melhor compreender todos os detalhes para evitar surpresas desagradáveis após o fechamento do negócio.

Viu como é fácil fazer a negociação de imóveis? Nas épocas de crise, a maioria das pessoas começa a segurar o dinheiro por receio do futuro. Entretanto, esses momentos podem trazer excelentes negócios para compradores de imóveis, já que aumenta a concorrência entre as instituições bancárias. Uma consultoria imobiliária pode indicar a melhor oportunidade para você!

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe no Facebook , no Instagram e no LinkedIn !

 

Conheça a CrediPronto

Há mais de 10 anos, a CrediPronto é uma empresa do Banco Itaú especialista em financiamento imobiliário. Estamos em todas as capitais do Brasil e já emitimos mais de 60.000 contratos.

Prezamos por um atendimento rápido, personalizado e prático. Tudo para você conseguir garantir o seu crédito e realizar o seu sonho logo.

  • Receba até 90% do valor do imóvel;
  • Pague em até 30 anos;
  • Receba sua análise de crédito em até 24 horas.

Faça a sua simulação agora e adquira o seu imóvel com o financiamento imobiliário da CrediPronto.

A CrediPronto é uma empresa intermediadora de financiamento imobiliário que foi criada pelo Itaú. Ao financiar com a CrediPronto você tem consultoria gratuita com profissionais especialistas, que vão acompanhar seu processo de perto do começo ao fim e te ajudar no que for necessário, além de outras vantagens.

Na CrediPronto, a taxa de juros padrão é a partir de 10,49% ao ano + TR. ________

O financiamento imobiliário CrediPronto é exclusivamente com o banco Itaú.

Você pode quitar o seu imóvel em até 35 anos (420 meses). Podendo também quitar antes.

Você pode financiar até 90% do valor do imóvel.

Tem o sonho da casa própria?

Financie até 90% do imóvel com taxa a partir de 10,49% ao ano+TR, podendo pagar em até 420 meses (35 anos).